Quem dera os relacionamentos da vida real fossem tão fáceis de lidar quanto as histórias de contos de fadas, princesas e as comédias românticas. Os atores de desenhos e filmes animados podem até ter dificuldades e sofrer para ficarem juntos, porém sempre tem um final feliz. Após conseguirem alcançar a felicidade e o amor eterno, o desenho ou o filme termina e mais ninguém fica sabendo quais os obstáculos foram driblados para manter aquela paixão eterna. [VIDEO]

De acordo com sexólogos e psicólogos, existem alguns erros [VIDEO] mais comuns que são cometidos por homens e mulheres da atualidade. Logo abaixo vamos descobrir quais são eles e, claro, como impedi-los ou consertá-los.

Rotina

O casal não tem mais novidades: o relacionamento entrou em uma enorme mesmice, ambos parecem nunca terem tempo para programações românticas e nunca há novidades. Eles não saem para lugares diferentes, nem mesmo fazem passeios mais simples como cinema, um simples jantar fora, viajar, nem que seja para um lugar próximo, namorar ou nem mesmo têm aquela conversa para finalizar o dia.

Vida Sexual

O interesse sexual não é mais o mesmo do início, pois nesta fase estavam sempre descobrindo coisas novas um no outro. Caso ele ainda exista, acaba não dando para muita coisa, porque os parceiros só têm interesse em sexo aos fins de semana, quando a preocupação não é acordar cedo no outro dia, e o sexo é totalmente previsível: ambos sabem como começa, as posições, a ordem e como vai terminar.

Diálogo

De acordo com especialistas, o diálogo é primordial e a falta dele pode causar a destruição de um relacionamento.

Os companheiros não demonstram os sentimentos, não falam o que realmente os interessam na relação e no sexo, o que deveria ser melhorado, a causa de um aborrecimento e nem compartilham os estresses no trabalho e nos estudos, etc. Além do mais, deixar o companheiro completamente sem saber o que não está certo cria questões pendentes, o que pode levar a chateações e rancor, causando assim a degradação da relação.

Insegurança

A ausência de confiança, sozinha, pode levar à destruição da relação. Quem sente ciúmes em excesso acaba ficando aflito por achar que tudo está ruim, mesmo agindo corretamente. Esse ambiente é propício para constantes intrigas e até o término da relação.

Causas externas

Dificuldade em encontrar trabalho, falta de dinheiro para ajudar nas despesas da casa, diferença social enorme entre o casal e valores contrários na forma de educar os filhos, se não corrigidos o quanto antes, podem causar problemas maiores, ocasionando a separação.

O especialistas ainda afirmam que é necessário que o casal determine dias da semana para sair, se divertir, se comunicar, retomar os velhos hábitos de quando se conheceram e voltar a sentir aquela paixão. “O diálogo é a melhor forma de alinhar o casal e devolver o equilíbrio”, afirma a especialista Carla Cecarello.