Ser mulher pode ter um preço alto. A anatomia feminina, [VIDEO]além dos costumes que a cercam, podem causar certos problemas indesejáveis. Na hora do "vamos ver", elas acabam se esquecendo de situações básicas, que não deveriam ser deixadas para trás.

Algumas pessoas nem imaginam, mas certas atitudes podem ser até mesmo prejudiciais para elas e para os seus parceiros. Dessa maneira, os médicos indicam que todas elas sejam abolidas o mais rápido possível.

Coisas que não devem ser feitas pelas mulheres após o ato sexual

Recentemente, o programa ‘’Bem Estar’’, da TV Globo, uniu diversos especialistas, das mais diferentes áreas, a fim de dizer alguns hábitos que jamais elas devem repetir.

Alguns são realmente desconhecidos do grade público, o que aumenta a importância do seu conhecimento. Pensando nisso, separamos, a seguir, algumas das coisas que elas nunca mais devem fazer quando o tema é sexo.

Não prenda a urina, isso pode causar infecções severas

A uretra das mulheres [VIDEO] é muito menor que a dos homens. Ela tem apenas 7 cm. Por isso, segurar o xixi é um erro grave. Isso pode acabar fazendo com que a mulher tenha uma infecção grave ou outra doença. As doenças sexualmente transmissíveis, nesse caso, também ficam mais propícias de serem passadas para o companheiro. Por isso, o melhor é ficar ligado e ir ao banheiro sempre que der vontade. Nada de segurar o xixi.

Nada de usar o sabonete comum para lavar a área íntima. O melhor é usar apenas água

Esse é um erro comum que elas cometem.

Os melhores vídeos do dia

Na falta de um sabonete líquido, especial para o pH vaginal, o ideal é que elas utilizem apenas a água corrente e esfregue suavemente a região íntima.

Não continue com roupas molhadas e sempre após o sexo tome um banho

Essa é uma dica que parece banal, mas que nem todos os casais tomam. O ideal, após uma relação sexual, é que os envolvidos tomem um banho. Usar uma banheira junto não é boa ideia, já que as bactérias que estão em um corpo acabam sendo transmitidas para outro.

Outra questão importante é que não se deve utilizar a mesma roupa molhada por muito tempo. Isso pode acabar causando a candidíase. Essa doença pode ser realmente incômoda e atinge milhares de pessoas. Além do sexo, a candidíase também pode ser contraída ao se utilizar roupas molhadas por muito tempo em outras situações, como academia e piscina.

E você, o que achou da nossa lista de orientações? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes.