A cantora Simony ficou conhecida em todo o país por ter feito parte do Balão Mágico. O grupo infantil fez muito sucesso na década de 1980. No entanto, o que aconteceu com a artista desde o fim do programa da TV Globo? Muita não sabe o destino da cantora, mas ela deu detalhes sobre uma doença mental que tem. Aos 41 anos, em entrevista ao ‘’SuperPop’’, da Rede TV!, Simony revelou que tem a síndrome do pânico e que chegou ao grau mais alto da enfermidade.

A síndrome do pânico é uma doença [VIDEO]que atinge milhares de pessoas em todo o mundo. Ela acaba restringindo a convivência das pessoas na sociedade. O mal da cantora é comum, mas nem por isso deve ser deixado de lado.

Após morte de tio, Simony manifestou a síndrome do pânico

De acordo com a famosa, o mal que também atinge outros nomes, como o padre Fábio de Melo, acabou aparecendo quando ela estava em um momento difícil. Um tio da profissional acabou falecendo. Ela era muito apegada a ele e, durante o velório, acabou passando mal. A artista disse que acabou desmaiando e que, a partir daí, passou a conviver com a síndrome do pânico.

‘’Meu braço formigava muito, achava que teria um ataque, a visão ficava turva e tinha medo da morte. Dormia com minha mãe segurando minha mão, eu dizia: ‘se você ver que estou morrendo, me puxa’’’, revelou ela em entrevista ao programa ‘’SuperPop’’, comandado por Luciana Gimenez, na RedeTV!.

'Cheguei ao grau mais alto', diz Simony sobre síndrome do pânico

A cantora disse que passou maus bocados por conta da doença.

Os melhores vídeos do dia

De acordo com ela, o mal chegou ao seu grau mais alto. Como exemplo, a mulher que dividiu cena com o personagem Fofão, revela um dia em que ligou o carro e, simplesmente, decidiu sair correndo. Ela deixou o automóvel em um túnel, fazendo outras pessoas correrem perigo.

Simony revela que precisou passar por uma ressonância e que o exame foi fundamental para ela entender que o seu problema era de ordem psicológica. Em seguida, ela procurou ajuda na fé.

Padre Fábio de Melo diz que se escondeu até embaixo da cama por síndrome do pânico

O padre Fábio de Melo passa pelo mesmo problema de Simony. Em entrevista ao ‘’Fantástico’’, ele deu detalhes sobre como a síndrome do pânico o atacou. De acordo com o pároco, a enfermidade o fez até mesmo se esconder embaixo da cama. O medo do mal era grande e ele não queria nem mesmo sair de casa.

Para vencer a doença, no caso de Fábio, foi preciso mais do que a fé. O religioso procurou ajuda com um psiquiatra.