Fazer sexo, no geral, é uma atividade prazerosa. Além da reprodução humana, transar aproxima o casal e, para muitos, é visto como momento de lazer, afinal, a pessoa diverte-se e também perde um pouco do estresse acumulado ao longo do dia. Algumas práticas no momento do sexo [VIDEO] ou após ele, no entanto, podem ser danosas e se perpetuarem por muito tempo. Chegar ao que se deve ou não fazer é arriscado e envolve verdadeiras práticas que são orientadas por especialistas.

Atitudes que homens e mulheres fazem após o sexo e que podem causar males à saúde

Médicos, constantemente, fazem listas de atos que não devem ser repetidos após o ato íntimo do casal.

Recentemente, o programa 'Bem Estar', da TV Globo, reuniu especialistas das mais diversas áreas para ajudar casais apaixonados a não contraírem doenças. Reunimos algumas dessas dias a seguir. Por isso, fique ligado e nada de cometer o mesmo erro novamente, hein?

Nada de continuar segurando o xixi, especialmente se você for mulher

A uretra feminina é muito menor do que a do homem [VIDEO]. Isso faz com que seja mais fácil para que elas contraiam bactérias e fungos importantes. O xixi pode ser um aliado da mulher para evitar que infecções ocorram. Por isso, segurar a urina é extramente prejudicial à Saúde.

A urina funciona na uretra como se fosse um sistema autolimpante no corpo humano. Ela tem capacidade de liberar a região e deixá-la praticamente livre da possibilidade de se infeccionar, ou pelo menos diminuindo muito essa característica, que, diga-se de passagem, nenhuma mulher quer.

Prender a urina, nesse caso, é terrível. As bactérias podem se acumular e entrar no sistema reprodutor da mulher com facilidade. Por isso, nada de segurar o xixi com o seu parceiro na cama. Levante-se e vá ao banheiro, assim que a vontade vier.

Nada de usar o sabonete comum na vagina; o pH dele é diferente e isso é ruim

Outra característica comum após o ato sexual é a pessoa procurar um banho. No entanto, nada adianta lavar a região íntima, caso a ducha esteja sendo feita com um sabonete comum. Ele tem pH diferente da vagina da mulher e pode deixar ela "fraca". O ideal é que se use um sabonete íntimo.

Na falta de renda para comprar um, especialistas indicam que as pessoas usem a água corrente para se lavarem. Dessa forma, a limpeza é feita, mas sem prejuízos à saúde.

E você, o que achou dessa lista de curiosidades? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes.