O ato e prática da masturbação, sendo ela masculina ou feminina, é algo completamente saudável, além de promover o prazer, reduzir o estresse e aumentar a libido. Permite ainda que o indivíduo tenha conhecimento do seu próprio corpo. Entretanto, tal prática é considerada um tabu pela sociedade quando se refere as mulheres, e carece de uma conscientização das pessoas, até mesmo das próprias mulheres, para que possam se libertar das restrições e julgamentos que estão presentes sobre a Masturbação feminina.

Mesmo sendo praticada por algumas mulheres, a maioria prefere não admitir ou até mesmo omitir a prática por repulsa sobre o que irão pensar a seu respeito.

Diversos fatores colaboram para que as mulheres sintam se desconfortáveis em admitir. vejamos alguns desses fatores:

Machismo

É indiscutível que o machismo [VIDEO] ainda se faz presente na sociedade brasileira, e como em diversos países, é um dos motivos principais pelo tabu da masturbação feminina. O machismo possui alguns termos e ideias que colocam as mulheres em uma posição de desigualdade extrema.

Isso faz com que elas se tornem alvos de julgamentos e constrangimentos, pois, para o machismo, tal ato seria algo para desejos maiores como liberdade em ter múltiplos parceiros ou não ser necessário estar casada para se ter uma vida sexual ativa. Resumindo, o machismo faz com que as opções e desejos sexuais femininos, que por mais normais que sejam, se tornem algo intolerável e desvio de conduta.

Ser minoria

Não só o machismo é a causa de o ato ser um tabu para a sociedade. A masturbação pelas mulheres é consideravelmente reduzida em relação aos homens. Uma pesquisa de opinião realizada no Reino Unido apontou que 44% dos homens entrevistados confirmaram se masturbar de duas a três vezes por semana. Entre as mulheres, esse percentual foi de apenas 13%

Já na Espanha, a mesma pesquisa apontou um diferencial ainda maior, 47% dos homens entrevistados afirmaram ter praticado a masturbação pelo menos uma vez nos últimos 30 dias, contra apenas 4% das mulheres que confirmaram ter feito o ato.

Intolerância religiosa

Outro fator determinante para que o tabu seja mantido em relação à masturbação feminina é a religião. As principais religiões e crenças presentes no planeta condenam a prática tanto para homens quanto para mulheres.

Porém, incontestavelmente as críticas mais pesadas estão em cima das mulheres. Na Idade Média, pregavam a crença de uma suposta doença que era contraída após a prática da masturbação e que essa mal afetava principalmente as mulheres por terem o "sistema nervoso mais fraco" do que os homens.

O respeito em primeiro lugar

Independente de todos os motivos citados, o fato é que a sociedade deveria abrir mais os olhos para coisas com mais importância do que se preocupar com o que as mulheres fazem quando estão sozinhas. O ato de se tocar é completamente normal e uma forma de se descobrir. Portanto se você é Mulher e acha que tudo isso é algo condenatório, não deixe tais pensamentos e atitudes dominarem os seus atos. O respeito é algo que vem acima de tudo, e isso que deve ser mantido e pregado.