Muitas mulheres nem imaginam, ma a coceira vaginal pode significar que elas estão com algum tipo de doença. Seja uma infecção ou algum tipo de irritação. Embora nem sempre essa coceira signifique que a mulher está com uma doença grave é muito importante que ela procure orientação de um ginecologista. Logo abaixo você poderá conferir quais são as possíveis causas para essa coceira desagradável.

Vaginose bacteriana

Algumas mulheres nem imaginam, mas naturalmente a região vaginal possui vários micro-organismos responsáveis por manter o bom funcionamento desse órgão. Para que o órgão feminino fique sempre saudável é necessário que ele possua um número pequeno de células fungicidas e algumas bactérias.

Porém, o que provoca desequilíbrio na flora vaginal é o fungo ou bactéria que se aloja no órgão íntimo da mulher. Quando isso acontece, a mulher sente uma coceira desagradável. Muitas vezes, essa coceira não vem sozinha ela pode estar acompanhada de herpes genital, clamídia, tricomoníase, verrugas genitais e gonorreia. Essas são as doenças sexualmente transmissíveis que são responsáveis por causar irritação, coceira e vários outros sintomas.

O que pode causar a infecção provocada por fungo

Algumas mulheres nem imaginam, mas a gravidez, o uso de antibióticos, comprometimento do sistema imunológico, diabetes não controlada são coisas que podem provocar infecções por fungo. Qualquer coisa que possa modificar a quantidade de bactérias da flora vaginal é responsável pela infecção por fungo. Existe algo que muitas mulheres fazem como a ducha vaginal e nem sabem que essa atitude que aparentemente parece simples pode ser capaz de causar desequilíbrio na flora e, por consequência, tornar o local propício para o surgimento de infecções por fungos.

Menopausa

Quando a mulher chega na menopausa, as paredes do seu órgão íntimo se tornam um pouco mais finas e secas que o normal. Mulheres que estão amamentando podem passar por isso também. Nessas fases da vida, a produção de estrógeno diminui e é exatamente isso que causa o ‘afinamento’ e ressecamento da vagina.

Buscando auxílio médico

Esses problemas são ‘remediáveis’, porém, é necessário que a mulher procure a orientação de um especialista na área. Quando a mulher decide procurar um ginecologista ,ele poderá fazer um diagnóstico detalhado e, dessa forma, saber qual é o tratamento mais indicado para ela.

Automedicação

A automedicação é contra-indicada. O ideal é passar por uma avaliação médica e assim ele irá receitar o remédio específico para o seu caso.