Se você está lendo este artigo agora, é porque sobreviveu ao fim do mundo previsto pelo cientista russo Dyomin Damir Zakharovich, programado para ter ocorrido em fevereiro deste ano. E se você pensa que já pode respirar aliviado(a), prepare-se: teremos mais um evento apocalíptico em 2017. Ele está previsto para ocorrer ainda esta semana.

Pode ir desmarcando os seus compromissos para o próximo sábado (23), pois, segundo o astrólogo e numerólogo britânico David Meade, o planeta Nibiru - famoso entre os teóricos da conspiração - estaria em rota de colisão com a Terra e se chocaria com nosso planeta no dia 23 de setembro de 2017.

A teoria do numerólogo foi publicada pelo tabloide britânico The Daily Star.

A Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) nega a existência do tal planeta Nibiru. Para o numerólogo, porém, o eclipse ocorrido no dia 21 de agosto, data que também foi apontada como o dia do suposto Fim do mundo, seria um forte indício de que este misterioso planeta estaria próximo da Terra.

Também conhecido como Planeta X, Nibiru seria um planeta de grandes proporções e uma vasta órbita, de modo que, mesmo que ele apenas passasse ''ao lado'' de nosso planeta, sua força gravitacional já seria capaz de causar terremotos severos e outras catástrofes, ainda que não houvesse choque.

A explicação numerológica para a crença de Meade no fim do mundo do próximo sábado afirma que a lua envolvida no eclipse de 21 de agosto pode ser chamada de ''lua negra''.

''Esta lua ocorre apenas de 33 em 33 meses. O eclipse iniciou-se no 33° estado dos Estados Unidos, Oregon, e terminou no 33° de Charleston, na Carolina do Sul. Um eclipse como este não ocorre desde 1918, ou seja, 99 anos atrás, que nada mais é do que 33 vezes 3. A própria data de 23 de setembro está há 33 dias do dia do eclipse de 21 de agosto'', explicou Meade.

A teoria completa pode ser lida em seu livro ‘’Planet X - The 2017 Arrival’’. Segundo o astrólogo, apenas algumas pessoas, em sua maioria funcionários do alto escalão do governo norte-americano, serão capazes de sobreviver a tragédia, graças a abrigos subterrâneos, que já existem em algumas partes dos EUA. Meade sugere ainda que a Nasa e o governo já estão cientes da tragédia, e que seria justamente pensando nela que tais abrigos foram construídos.

Algumas pessoas já apontam que acontecimentos realmente trágicos como os furacões que atingiram as Américas do Norte e Central e os terremotos no México e na Nova Zelândia podem ser consequência da aproximação de Nibiru da órbita do nosso planeta.

Muito embora tais catástrofes sejam, de fato, um motivo de grande preocupação, cientistas apontam que estas não são ''sinais'' do apocalipse, uma vez que esta época do ano sempre costuma ser pontuada por furacões e que terremotos consecutivos em diversas partes do globo são bastante comuns.

A verdade é que, para a grande maioria das pessoas, o anúncio de mais um ''fim do mundo'' já não parece mais motivo de alarme. Afinal, depois de sobreviver aos ''fins do mundo'' dos anos 2000, 2012, e fevereiro de 2017 - entre outros menos divulgados - não há motivo algum para acreditarmos que não possamos sobreviver a este.

Confira as melhores reações da internet ao anúncio da nova data para o fim do mundo.

Teve gente perdendo as esperanças

Afinal, este evento é esperado desde 2000.

Teve até hashtag: #AntesDoFimDoMundoEU

Aproveitando o ensejo para definir as prioridades.

Mas está demorando pra chegar este Nibiru!

Nibiru é como aquele seu crush, que promete, promete e não cumpre.

O evento teve tantos anos pra ser organizado...

...que tem até programação.

E você, acredita no fim do mundo do próximo sábado? Deixe sua opinião nos comentários.