"Xena, a princesa guerreira" é um seriado que se originou na Nova Zelândia, e até hoje é um dos mais assistidos no mundo. Aqui no Brasil o seriado foi televisionado por canais de televisão aberta, sendo eles o SBT, Record e Band. O seriado teve sua primeira temporada gravada no ano de 1995, e estreou no mesmo ano, sendo exibido em 80 países posteriormente. Nas telinhas, a atriz que interpretou a famosa princesa guerreira, foi Lucy Lawless que tinha seu trabalho bastante conhecido e difundido tanto na Nova Zelândia quanto nos países Asiáticos em geral.

Publicidade
Publicidade

Lucy sempre foi envolvida com peças teatrais e apresentações musicais.

Os produtores e idealizadores do seriado que ficou famoso no Brasil foram Robert Tapert e John Schulian. Os produtores queriam explorar a temática mitológica e viram no enredo de Xena uma grande oportunidade para lançar na Televisão mundial, um seriado onde a protagonista e heroína fosse uma mulher, quebrando assim um tabu na indústria cinematográfica e iniciando discussões sobre a causa feminista e debate de gênero nas telinhas.

Publicidade

E claro que com essa postura, e com sua beleza exuberante, Lucy Lawless, a Xena, ficou eternamente gravada na memória dos fãs do seriado, se tornando um símbolo feminino dos anos 90

Uma das grandes curiosidades é que originalmente os papéis de Xena e de sua inseparável amiga de jornada, Gabrielle, que é interpretada pela atriz Renée O'Connor, não pertenciam a elas. As primeiras escolhas dos diretores foram das atrizes britânica Vanessa Angel, para Xena, e Sunny Doench, para interpretar Gabrielle.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Televisão

Como as duas atrizes não puderam viajar para a Nova Zelândia para iniciarem a gravação em 1995, os produtores resolveram mudar as atrizes e convocar as duas protagonistas do seriado.

Lucy Lawless fala sobre reboot de Xena

Lucy Lawless, a Xena, usou as redes sociais para desmentir os boatos de que o seriado da princesa guerreira teria um reboot. A atriz afirmou que se sentiria honrada em reviver um papel que marcou a sua carreira profissional, mas que hoje não tem a menor possibilidade disso acontecer.

Lucy Lawlessé casada com o diretor Robert Tapert, que também é o idealizador do seriado.

Lucy tem uma carreira como cantora solo, e paralelamente uma carreira como atriz, e o seu auge como cantora foi quando a mesma gravou um DVD, na cidade de Chicago, em 2008. Lucy admite que gostaria de reviver a famosa guerreira na TV, mas reconhece que não há possibilidade disso acontecer com ela atuando no papel principal.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo