O garoto britânico Milo, de apenas três anos, acordava no meio da noite com barulhos estranhos e temia que um Fantasma seria o causador dos ruídos que invadiam seu quarto. Mas não era. O barulho era causado por um casal de vizinhos apaixonados e aí já dá para saber qual som o garoto estava ouvindo.

A mãe de Milo, Susie Verrill, de 29 anos, resolveu dar uma prensa nos vizinhos e escreveu uma carta em que dizia que estava feliz pelo relacionamento saudável dos vizinhos. “Quando vocês estiverem se divertindo por volta da 1h ou 2h da manhã, se importariam de serem um pouco menos barulhentos? [VIDEO] É que meu filho acorda e nós estamos tendo problemas para explicar que vocês não são um fantasma”, disse Susie.

Antes de enviar a carta, porém, ela postou o texto em sua conta no Instagram para perguntar aos seus amigos e seguidores se ficariam ofendidos ao receber esta mensagem e falou também que os gemidos eram bem altos.

Susie afirmou que ela e o marido, Gregory James, atleta britânico campeão olímpico no salto em distância, não envergonham ninguém e, inclusive, em breve eles se mudariam do prédio onde estão. Segundo ela, os vizinhos não têm filho e isso explicaria a “festa” que eles fazem.

O texto da carta de Susie repercutiu nas redes sociais e sua preocupação em ser grosseira foi embora. Muitos seguidores gostaram do teor da carta, deram risada e disseram que era totalmente equilibrada. “Vejo bastante humor”, comentou um internauta.

Morar em apartamento não é fácil

Morar em apartamento não é uma situação muito fácil.

Você convive com vizinhos por todos ao lados – em cima, embaixo, direita e esquerda. Brigas, desentendimentos e situações constrangedoras são comuns.

Vizinhos apaixonados como a da situação acima também são comuns. Geralmente, são recém-casados, ainda sem filho, que passam um pouco do ponto durante a noite, quando todos os demais apartamentos estão em silêncio.

Esse, aliás, é um ponto negativo de morar em apartamento. Se você respira um pouco mais alto, seu vizinho ouve. Imagina durante a madrugada, no silêncio, um casal apaixonado mantendo relação sexual.

Cada vez mais comum

Embora não seja fácil morar em apartamento, esse tipo de moradia tem se tornado cada mais comum, especialmente em cidades grandes, onde a cada dia surge um novo empreendimento imobiliário vertical, com torres cada vez maiores, que abrigam cada vez mais famílias. Por isso, é importante compreender o que significa morar em apartamento. A regra fundamental é: respeitar para ser respeitado.