A educação sexual tomou maiores proporções a partir da década de 70, [VIDEO] afinal o vírus do HIV se manifestou sequencialmente em diversas celebridades, brasileiras e internacionais. Logo, foi constatada a urgência em trabalhar o tema entre as pessoas, afinal além de ter sido diagnosticada como um mal da década de 70, ela passou a atingir níveis maiores entre a população.

Hoje, com tantos métodos de proteção, olhamos para trás e relembramos quantas celebridades poderiam ter se livrado da doença, se esses métodos existissem há um tempo. [VIDEO] Grandes nomes marcaram a música a televisão e a literatura, em forma de tributo relembramos os Famosos que morreram lutando contra a AIDS.

Cazuza

A luta do cantor contra o HIV marcou a história da música brasileira. O extraordinário cantor morreu ainda jovem, aos 32 anos. O ator descobriu a doença em 1998, e a assumiu em frente às câmeras. Dois anos após noticiar, no dia 7 e julho, Cazuza veio a óbito. Amigos, familiares e fãs se emocionaram com sua morte. Sua mãe, após sua morte, fundou a Associação Viva Cazuza, que dá suporte gratuito a crianças portadoras do HIV. A associação tem site, vale a pena conferir o projeto e contribuir para a causa nobre.

Freddie Mercury

Vocalista da banda Queen, o cantor faleceu no auge do sucesso. Enfrentando o difícil processo com o tratamento da AIDS, ele ainda passou a desenvolver a pneumonia.

No ano de 1991, aos 45 anos de idade, o cantor veio à óbito devido à broncopneumonia.

Lauro Corona

Com uma carreira na teledramaturgia marcada pela atuação de personagens principais, o ator descobriu a doença quando a mesma já estava em estágio avançado. Quando soube do vírus, Lauro Corona estava no ar com a novela Vida Nova, de Benedito Ruy Barbosa. A morte ocorreu em 1989, quando o ator tinha 32 anos de idade.

Caio Fernando Abreu

Escritor e jornalista, Caio não chegou a relatar em seus textos e artigos a sua doença. Sua morte pegou a todos de surpresa em 1996. Algumas frases expressas pelo escritor no final de sua carreira, parecem corresponder a alguns sentimentos do autor ao final de sua vida, como solidão, tristeza e saudade de algumas pessoas.

Foi um grande time que perdemos para o vírus do HIV. Com a tristeza profunda de ter perdido essas celebridades, se renova a força em orientar a todas sobre a educação sexual, a importância de se proteger contra os vírus sexualmente transmissíveis. Não é o sexo o melhor jeito de aproveitar a vida, mas o sexo seguro.