O amor realmente é algo impressionante e pode viver até em certas circunstâncias que muitos imaginavam que o sentimento não fosse durar. Um casal pode ficar junto até mesmo nas horas mais difíceis, sobrevivendo a qualquer tipo de prova. Um exemplo clássico é a história da Johanna, uma americana que é casada, mas não pode encostar no marido, pois isso poderá matá-la. Os dois nunca estão no mesmo ambiente, e Johanna vive separada de Scott Watkins, três andares abaixo do pavimento que o marido vive. Ela não pode tocar no marido há um ano e um simples beijo poderia matá-la, que sofre de uma doença rara.

Mulher possui uma síndrome rara que a fez ter alergia ao marido

Johanna possui uma síndrome de ativação de mastócitos, por isso o seu sistema imunológico reage diferente das demais pessoas.

A mulher possui alergia a praticamente tudo, e percebeu que seu quadro piorava quando o marido estava por perto. A solução foi viver longe do marido, e os dois somente passam momentos juntos falando pelo telefone, por mais que vivam na mesma casa. Scott entrar no quarto de Johanna significa sentenciar à morte sua esposa. Até mesmo o ar e a poeira podem ser mortais para Johanna, que também possui alergias a praticamente todos os tipos de comida.

Americana pode comer apenas dois tipos de carne e legumes, que são preparados pelo marido

A americana só pode comer um tipo de corte de carne bovina e cordeiro orgânico, que são preparados pelo marido com os dois únicos vegetais que Johanna não possui intolerância: a cenoura e o pepino orgânico. Johanna vive em um quarto especial que possui um filtro de ar que impede que partículas entre em contato com a mulher, que começou a piorar o seu estado no último ano.

Somente os irmãos de Johanna conseguem entrar no quarto que ela vive [VIDEO], depois de passarem por uma rigorosa higienização.

Johanna chegou a passar mal várias vezes enquanto marido tentava se aproximar dela sem ela saber da alergia

A mulher percebeu que o marido estava lhe causando alergia quando começou a tossir sempre que Scott se aproximava dela. Até mesmo um abraço colocava Johanna doente, que constatou que o marido estava fazendo mal a ela após ficar uma semana longe dele. A separação do casal por ambientes foi necessária para que a americana sobrevivesse a sua doença, e não há previsão para a melhora de seu quadro de saúde.A única forma em que eles podem ficar juntos é através do celular, e toda semana eles fazem algum tipo de programa conversando pelo aparelho [VIDEO], como assistir séries ou comer juntos.