Alguns crimes estranhos acabam chamando a atenção de toda a sociedade pela maneira como acontecem [VIDEO]. Um bom exemplo de crime para lá de bizarro foi o que aconteceu na cidade de Sidi Kamel, em Marrocos. Quinze garotos - todos menores de idade - acabaram se relacionando sexualmente com um burro. O crime de zoofilia é até comum, especialmente em áreas do interior. [VIDEO] No entanto, nesse caso, tudo acabou sendo descoberto e da pior maneira possível. O animal, é claro, não consentiu o ato sexual.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Relacionamento

Pior, ele acabou tendo uma grande surpresinha para os rapazes e foi graças a essa surpresa que tudo foi descoberto.

Burro é abusado sexualmente por quinze garotos menores de idade no Marrocos

Os quinze meninos ficaram em uma situação complicada, mas sobreviver a tudo o que acontecia, sem que o segredo deles com o animal viesse à tona, foi bastante difícil.

As autoridades e os moradores da região apenas foram descobrir tudo o que estava acontecendo, pois os quinze meninos começaram a adoecer. Eles demonstraram ter sintomas da raiva, que muitas vezes mata quem a contrai.

A taxa de morbidade dessa doença é altíssima e sobreviver a ela não é fácil. São poucas as pessoas que não morrem do mal, especialmente quando já se está debilitado. O grande erro na aventura dos meninos é que eles não usaram preservativos durante os abusos sexuais. Por isso, a doença acabou sendo transmitida para eles, deixando as famílias da região completamente desoladas. Ninguém poderia imaginar o que aconteceu.

Famílias descobrem por que meninos ficaram doentes e vergonha é enorme

O Hospital de Mechraa Belksiri ficou completamente lotado por conta dos pacientes e suas condições de saúde estranhas.

O erro dos meninos precisou ser contado por eles. Apesar da vergonha, não havia nada melhor para fazer e ficou claro que, caso eles não falassem, tudo ia piorar ainda mais. Eles então ficaram internados no hospital. As famílias dos rapazes ficaram envergonhadas pelo o que fizeram com o animal. Eles lamentaram muito o ocorrido. O medo dos médicos era de que mais gente tivesse feito o mesmo com o burro e o número de pacientes pudesse aumentar.

O burro, mais tarde, segundo algumas fontes de informação, acabou sendo sacrificado. A atitude foi para evitar que novas pessoas pudessem se relacionar com ele e contrair a doença que atingiu os garotos.

E você, o que pensa sobre o assunto? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes.