Na busca pelo par perfeito muitos acreditam que a pessoal ideal é aquela que compartilha os mesmos interesses. Muitos buscam pessoas da mesma religião ou ideologia, mesma visão política, mesmo nível social e gostos parecidos, mas, na realidade, não é isso que fará o relacionamento durar. De início a pessoa pode chamar atenção por beleza, inteligência ou por ser muito sedutora, alegre e cativante, mas com o tempo tudo isso acaba se tornando ilusão, se ela tiver comportamentos que não contribuam para um relacionamento saudável.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Relacionamento

Os pesquisadores e psicólogos John e Julie Gottman descobriram duas formas de saber se a pessoa que você conheceu e está saindo é alguém interessante manter um relacionamento duradouro.

Alguns comportamentos do parceiro podem prever o futuro do seu relacionamento com ele.

Isso pode ser baseado em relacionamentos anteriores que ele ou ela tiveram. É bem comum a pessoa parecer muito interessante no início, e até mesmo você pode se perguntar como que alguém tão maravilhoso pode estar sozinho. Você realmente pode ter achado um tesouro, mas antes de fazer conclusões precipitadas é preciso observar dois comportamentos que podem ser identificados em boas conversas quando você sair com ele(a).

A pessoa que você deve fugir

Durante conversas sobre relacionamentos amorosos anteriores, podendo ser inclusive relacionamentos de amizade ou da família, a pessoa tende a mostrar alguns conflitos mal resolvidos, ou que apresentam dificuldades. Isso é extremamente normal, pois todo relacionamento tem conflito e é impossível, segundo Gottman, alguém nunca cometer um erro.

Porém, um casal é responsável pelo que acontece, mas há quem queira se fazer de vítima, dizendo que a culpa é totalmente do outro, se eximindo de suas responsabilidades.

Não se pode esquecer que, embora o outro possa realmente trazer algum problema ou questão, é dever do companheiro(a) tentar ajudar de alguma forma e assumir responsabilidades e compromissos que contribuirão ou não para o relacionamento durar. Culpar o outro de tudo que acontece significa não querer se responsabilizar por nada, indicando, segundo os pesquisadores, que a pessoa pode querer estar junto apenas quando tudo estiver ocorrendo bem.

Quando os problemas chegarem, ele vai tende a culpar o outro para não se responsabilizar. Em outras palavras, é uma pessoa que você não poderá contar nos momentos difíceis e que você sempre levará a culpa de tudo, sem abertura para diálogo ou entendimento. Gottman alerta: fuja desse tipo de gente!

A pessoa ideal

A pessoa ideal pode não compartilhar dos mesmos gostos que você e ter até mesmo opiniões diferentes.

Porém, se ela tiver a boa vontade de reparar os problemas, dialogar e buscar ajudar e se responsabilizar pelos erros, você achou a mina de ouro. Diante de tantos relacionamentos frustrados é comum pessoas acharem parceiros egoístas, que não querem se sacrificar o mínimo pelo companheiro, nem mesmo sendo compreensivo, jogando para o outro toda culpa e responsabilidade.

Gottman afirma que para um relacionamento ser bem-sucedido é preciso querer reparar erros, ultrapassar obstáculos e buscar juntos a raiz do problema para resolver, ao invés de simplesmente culpar o outro, esperando que ele resolva tudo. Somente a cumplicidade, dedicação e a disposição para estar juntos em todos os momentos é capaz de fazer o relacionamento prosperar. Assim, a beleza ou status não são suficientes para sustentar um relacionamento duradouro. [VIDEO]