Manter um relacionamento amoroso não é fácil, sobretudo nos dias de hoje, em que as relações interpessoais tornaram-se muito líquidas, desprendidas e poucas pessoas aparentam se importar com a duração das coisas. Hoje em dia, é tudo sobre intensidade.

Mas não só de intensidade vive um amor verdadeiro. Um relacionamento duradouro depende de uma série de fatores, que estão mais ligados à compreensão do mundo do outro do que com declarações exageradas ou com uma vida íntima picante.

Em uma relação de longa duração, o casal aprende a acalmar suas ansiedades, a confiar verdadeiramente no outro, a pedir desculpas quando necessário [VIDEO] e a dialogar sobre tudo, buscando um ponto de equilíbrio.

Confira abaixo cinco dicas de ouro para ter um relacionamento duradouro:

1 - Elogie antes de criticar

Em geral, as pessoas tendem a acreditar que constranger o outro pelos seus erros é uma forma de forçá-lo a mudar.

O efeito pode ser o oposto completo. Quando seu/sua companheiro(a) começa a perceber que está sempre sendo criticado(a), certamente irá fechar-se a qualquer tentativa de reflexão ou mudança, pois se sente inválido(a) emocionalmente.

Lembre-se sempre de que a melhor técnica para estimular uma mudança positiva no outro ainda é elogiar em público e criticar no particular. Até mesmo no particular, pegue leve com as críticas. Uma coisa é apontar um problema de maneira carinhosa, outra, completamente diferente, é ridicularizar o outro para dar vazão aos sentimentos ruins.

2 - Reconheça seus erros

Antes de querer que o(a) companheiro(a) mude, avalie as mudanças que precisa realizar em si mesmo. Reconheça seus erros e pare de acreditar que todos os problemas do casal residem no outro. Este é o primeiro passo para adquirir maturidade emocional e resolver as dificuldades que vão surgindo ao logo de qualquer relacionamento amoroso.

3 - Menos cobranças, mais carinho

Não se cobre demais, cobranças excessivas geram preocupações muitas vezes despropositadas. Tampouco cobre demais a pessoa amada. O que os outros pensam nem sempre importa e alguns erros não podem ser evitados. Portanto, ser paciente e tolerante, não somente com o par, mas também consigo mesmo, é a chave para a proteção emocional, a reflexão e a mudança de comportamentos que possam, eventualmente, estar prejudicando a vida a dois.

Já ouviu aquela frase que diz que o segredo da felicidade é dar sem esperar nada em troca? Dê o máximo de si, sempre que puder, e não somente quando quiser uma retribuição.

4 - Ele(a) também erra

Se você se apaixonou e mantém um relacionamento amoroso com alguém, foi porque viu nele(a) uma série de qualidades que o(a) atraíram. Então, por que depois de algum tempo, você passou a enxergar apenas os defeitos do seu par? A maioria das pessoas tendem a resumir os outros pelos erros que estes cometem ou cometeram, esquecendo-se de listar as qualidades que fazem daquele indivíduo o que ele verdadeiramente é.

É necessário entender que cada um só pode dar aquilo que tem a oferecer e parar de pensar nas dificuldades como resultado da incapacidade do outro.

5 - Seja empático(a)

Empatia, simpatia e carisma são essenciais em um relacionamento longo. Colocar-se no lugar do outro é um exercício constante que pode fazer milagres pelo seu namoro ou casamento. A simpatia, por sua vez, é essencial na forma de expressar-se adequadamente, compartilhar o que sente, valorizar o outro.

E não se esqueça de ser carismático. Não poupe elogios, seja paciente e não perca oportunidades de ser amável e gentil.

O que você achou destas dicas? Acha difícil manter um relacionamento duradouro nos dias de hoje? Deixe sua opinião nos comentários.