Alguns crimes chamam a atenção pela maneira como acontecem. [VIDEO] Entender como as pessoas conseguem superar o desafio da vida é realmente muito difícil. Um crime que aconteceu recentemente no Presídio de Icó, no Ceará. Um dos presos da cadeia acabou passando por apuros terríveis no local. Segundo informações de portais de notícias locais, o homem, que foi identificado como José Edmar da Silva, [VIDEO] acabou sendo abusado por um colega de cela. A vítima do crime seria um Estuprador de 35 anos de idade. Ele foi preso por brincar com o seu membro sexual na frente de duas menores de idade.

Abusador 'prova o próprio veneno' na cadeia é obrigado a engolir sêmen

José teria feito o ato na frente da casa das duas jovens.

Desesperadas, elas ligaram para a polícia, que atendeu ao caso com rapidez, e prendeu o homem. Elas informaram que estavam com medo, e a polícia acabou levando o homem para um presídio do Ceará, onde mais tarde o abuso sexual teria ocorrido.

As vítimas contaram que estavam em casa dançando, quando o homem que foi preso estava assistindo a elas fazendo a coreografia. Ele parecia ver aquilo como algo erótico, e começou a se molestar na frente das meninas. Com medo, elas chamaram as autoridades, que foram precisas e rápidas na prisão. O que ninguém imaginava é que José também sofreria de um ato parecido na própria cela. "Como estávamos sozinhas, liguei para polícia e relatei o que estava acontecendo'', contou uma das adolescentes.

Homem que se masturbou na frente de jovens é estuprado e obrigado a beber sêmen em prisão do Ceará

José acabou sendo preso por tentativa de abuso sexual.

Na cela, o seu companheiro descobriu isso e começou a acariciar o estuprador. Ele então começou a abusar do amigo de cela. O abusador, que se tornaria vítima na cela, ainda teria gritado por "socorro", mas ninguém fez nada. Na cela, ele também teria sido obrigado a tomar "leitinho", expressão popular para designar que ele foi obrigado a engolir o sêmen do colega. Certamente, os momentos passados por ele na cela não foram fáceis.

Crime que aconteceu em cela seria comum em prisão do Ceará

O abusador do preso foi identificado como Husdon de Souza. Ele tem vinte e cinco anos e tinha sido detido por roubo seguido de morte. Um dos agentes penitenciários comentou com a imprensa que sempre que um estuprador chega na cadeia, os demais presos são informados e que o que aconteceu na cela é algo comum. Oficialmente, as autoridades falam que o caso está sendo investigado.