Uma história de uma professora um pouco saidinha acabou tomando conta da internet e repercutindo recentemente [VIDEO]. Uma professora, conhecida por dar aulas de inglês na cidade de Santiago del Estra, na Argentina, acabou sendo suspensa do trabalho por causa de uma atitude que não teria relação com sua função. Ela estaria mantendo relações sexuais com um dos alunos. Para quem duvidava que a história poderia ser um boato, surgiram vídeos que ligam a professora e o aluno [VIDEO], que tem apenas dezesseis anos de idade.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Relacionamento

Um dos vídeos, que vazou em redes sociais como o WhatsApp e o Facebook, mostra os dois tendo uma relação sexual.

Vídeo íntimo de professora e estudante cai nas redes sociais e ela é suspensa, na Argentina

A professora foi identificada como Lucita Sandoval.

O caso com ela repercutiu no mundo inteiro. Diversos tabloides internacionais fizeram questão de falar sobre o assunto. Em um dos vídeos divulgados online, Lucita e o seu aluno praticam uma relação íntima. Tudo é gravado por meio de um celular. O tabloide britânico 'The Mirror', por exemplo, apurou as informações e garante que Lucita é quem foi alvo do aluno. Isso porque ele fez as imagens. O vídeo ao todo tem 23 minutos. As imagens rodaram por todo o planeta e algumas pessoas ficaram pasmas com a atitude da professorinha.

Aluno grava professora em cenas íntimas e vídeo de amor proibido viraliza

O próprio aluno foi quem gravou as imagens da professora. Ele aparece usando apenas uma blusa do seu time de coração. O rapaz sabia exatamente o que estava acontecendo e chega até a fazer um sinal de positivo diante das cenas.

Em nenhum momento, ele parecia estar sendo abusado pela mulher, mas as leis locais são severas, e Lucita encontrou um problemão. Segundo a publicação, a direção da escola onde Lucita trabalhava teria confirmado que ela já foi investigada anteriormente por ter, supostamente, mantido "relações inapropriadas" com outros alunos, mas que nada foi feito devido à falta de provas.

Outras informações sobre o caso

Mais tarde, outro veículo argentino confirmou que a mulher é professora, mas que o garoto em questão seria estudante universitário e maior de idade. O nome dela também virou alvo de suposições. Mesmo assim, portais de todo mundo contaram a história da mulher e do aluno. Ainda existem dúvidas sobre o caso

Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes à sociedade.