Na tarde da última terça-feira (06) um garoto foi impedido de realizar a prova avaliativa do Detran, pois foi vestido de shorts no local da prova. No momento, o Jovem estava acompanhado de sua mãe, e ambos entraram em desespero quando souberam da exigência para realização da prova. Várias medidas foram tomadas, como inúmeras tentativas para resolver o problema. A solução encontrada, no entanto, foi bastante cômica.

Regra estabelecida pelo Detran:

Além da apresentação de documentos para realização da prova, o candidato precisa comparecer ao local com uma vestimenta mais "adequada", segundo Detran. O Departamento de Trânsito considera como "roupas adequadas" o não uso de: bermudas (shorts), chinelo e boné, para os homens.

Já para as mulheres, restringe-se o uso de shorts curto, saia curta e camiseta.

Procurando por uma calça

Segundo regras do Detran [VIDEO], não é possível realizar a prova usando shorts. Bruno, o jovem impedido de realizar a prova, estava justamente usando essa peça de roupa.

O garoto chegou ao local da prova com 20 minutos de antecedência, junto de sua mãe, a psicóloga Eleni Hatamoto. Ao ser avisado que seria impedido de realizar a avaliação, Bruno e sua mãe entraram em desespero. Numa entrevista, a responsável pelo jovem disse que procuraram por calças nos lugares mais inusitados possíveis, entre eles: em uma loja, perguntando ao dono do estabelecimento se tinha algum par de calças sobrando. Em outros estabelecimentos comerciais a dupla interrompia os funcionários para descobrir se alguém sabia onde poderia ser adquirido um par de calças "desocupado".

A solução passou até por pedir a um um amigo, mas, infelizmente, o mesmo realizaria a prova em horário coincidente.

Quando pararam de procurar desesperadamente, um olhou para o outro e ambos perceberam que a solução era muito mais simples do que o imaginado. Então, naquele mesmo momento, Bruno e sua mãe decidiram trocar suas vestimentas. A mãe usou o 'bermudão' do menino, que, por sua vez, vestiu a calça leggin dela.

Nas redes sociais:

"Mãe é mãe, né? Foi tranquilo. Minha mãe sempre está comigo", diz Bruno.

Em uma postagem numa rede social, o garoto relatou o caso. "Hoje fui fazer o exame prático de moto, chegando lá fui barrado por estar de bermuda. Nunca iria perder esse exame. Por sorte minha mãe estava comigo e fui aprovado", contou o jovem em tom despojado.

Atualmente, a post explodiu, e conta com mais de 136 mil curtidas e 46 mil comentários. Segundo informações fornecidas pelo garoto, foi seu primeiro post que viralizou. "É legal, mas não estou acostumado. Minha mãe gostou. Estou dando risada de tudo", contou.