Um homem acabou sendo agredido após tentar roubar um celular. O caso foi registrado no dia 8 de junho de 2017, no Paraná.

Segundo algumas informações, um homem que estava desarmado tentou roubar uma mulher que estava próxima a um ponto de ônibus. Ele percebeu o momento que a mulher estava mexendo no celular e se aproximou, dizendo para vítima passar o celular e disse para ela não gritar e nem reagir.

A mulher percebeu que o homem não possuía nenhuma arma, e decidiu gritar para alguns homens que estavam em um bar próximo ao local onde ela estava sendo assaltada. Quando a mulher começou a gritar, o ladrão tentou fugir, mas acabou sendo capturado por um homem que passava no local.

Já dominado, os homens que estavam no bar chegaram perto do homem e começaram a agredir o elemento com socos e pontapés. Em seguida, um homem aparece com um pedaço de madeira e começa a bater no ladrão já dominado. Uma pessoa que passava no local pegou o seu celular e decidiu gravar um vídeo, mostrando o que estava acontecendo. É possível ver nas imagens, o momento que o assaltante já está no chão.

Alguns populares que passavam no local viram o que estava acontecendo e resolveram acionar a Central da Polícia [VIDEO] Militar e relataram o que estava acontecendo. Quando os policiais [VIDEO] militares chegaram no local, fizeram a prisão do elemento identificado como Weverton. Como o ladrão estava bastante machucado, teve que ser levado para uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), localizada em Londrina.

Chegando no UPA, ele recebeu alguns atendimentos médicos, pois estava bastante machucado. Horas depois, ele recebeu alta e foi conduzido para uma Delegacia do bairro. O delegado que estava conduzindo o caso disse que Weverton já tinha diversas passagens pela polícia [VIDEO].

A vítima que sofreu a tentativa de assalto não foi na Delegacia prestar o depoimento do fato. Diante disso, o elemento acabou sendo liberado. Nenhum dos agressores que aparecem no vídeo foi preso.

Repercussão do caso

Na época, muitas pessoas comentaram o caso, dizendo que o assaltante não merecia ser agredido daquela forma. ''O assaltante já estava detido, não precisavam ter agredido ele'', comentou uma mulher. Outras pessoas se posicionaram sobre o fato, dizendo que o bandido merecia ter levado essa surra. ''Bem feito, quis assaltar ao invés de trabalhar'', disse um homem.

O fato está dividindo opiniões, pois algumas pessoas se posicionam a favor e outras contra.