Um homem morreu durante tentativa de assalto em Rondônia. O fato ocorreu no último dia 11 de janeiro de 2018. Segundo algumas informações, dois homens estavam em uma motocicleta vermelha rondando na cidade de Presidente Médici, a procura de vítimas.

Os acusados viram uma possível vítima sentada em um banco, próximo a uma residência. Um deles teve a ideia de abordar o homem. Quando os assaltantes chegaram perto da vítima, um deles, que estava na garupa, desceu da moto e disse para vítima levantar as mãos e passar tudo de valor que ela possuía.

O homem vítima do assalto entregou o celular que estava usando. Um dos assaltantes [VIDEO] pediu a carteira.

A vítima colocou a mão no bolso, fingindo que iria pegar o dinheiro, mas acabou sacando uma pistola calibre .25 e fez diversos disparos em direção a um dos ladrões, que caiu no chão já sem vida.

O comparsa percebeu que a tentativa de assalto havia sido um fracasso e empreendeu fuga, deixando o seu comparsa ferido para trás. As polícias Militar e Civil compareceram ao local onde estava o assaltante morto, identificado como Wellington Santos da Rocha de Oliveira, vulgo “De Menor”', que tinha acabado de sair da cadeia e estava em liberdade provisória. Ele é um velho conhecido da policia, pois já possui diversas passagens por furtos, roubos, tráfico de drogas e homicídios.

Em seguida, os policiais [VIDEO] militares e civis receberam uma informação de que o outro envolvido no assalto estava na proximidade.

Os melhores vídeos do dia

De imediato, eles fizeram um cerco no local e conseguiram prender Sidnei dos Santos. A Polícia Civil divulgou que tem diversos boletins de ocorrências relatando que havia dois indivíduos em uma moto vermelha assaltando na região. Possivelmente, eram esses assaltantes.

Medo na região

Diante desse fato, alguns moradores reclamaram na internet sobre a violência no bairro. ''Diuturnamente acontecem roubos aqui na região e ninguém faz nada'', comentou uma mulher. Esses assaltos estão acontecendo porque o estado está passando por um crise política e financeira.

A Polícia Militar não está recebendo verbas para comprar novas viaturas policiais. Isso acaba afetando os moradores. Diante disso, os assaltantes acabam se aproveitando da fragilidade da polícia para cometer diversos roubos e assaltos.

Sobre essas reclamações, o prefeito de Presidente Médici, Edilson Alencar (PSDB), disse por meio de notas que irá averiguar a situação e tentar aumentar o efetivo da Polícia Militar até o final do ano.