Por mais que a pessoa se cuide, pratique exercícios [VIDEO] e mantenha o corpo biológico saudável, uma hora a morte [VIDEO] chega, e não há meios de fugir dela. Seja por uma doença ou simplesmente pela idade, todo mundo irá morrer um dia.

O pesquisador Jonathan Jong escreveu no portal The Conversation um artigo sobre a morte e citou algumas curiosidades sobre o tema. Confira agora quais são elas:

Pode-se prevê-la

Na década de 1960, cientistas descobriram que, as células do corpo humano não se replicam infinitamente. Isso quer dizer que elas não são imortais, elas param de se multiplicar após se replicar entre 50 ou 70 vezes.

Um outro fato interessante descoberto por pesquisadores e que pouca gente sabe é que os telômeros (sequência de DNA que fica nos cromossomos) diminuem a cada vez que as células se dividem. Assim, quando os cromossomos se tornam muito curtos, as células param de se replicar e morrem. Por isso, os cientistas acreditam que dá para se medir a vida de um ser humano pelo tamanho dos telômeros.

Pensar na morte torna as pessoas mais preconceituosas

Estudos feitos em várias partes do mundo com muitas pessoas mostraram que pensar em morrer tem um efeito peculiar sobre o comportamento humano. As pesquisas revelaram que quando alguém pensa na própria morte isso o torna mais condescendentes com racistas e muito menos tolerantes no que diz respeito à prostituição e LGBTS.

Unhas e cabelos param de crescer após a morte

Muita gente acredita que as unhas e os cabelos continuam crescendo após a morte, mas isso não é verdade.

O que realmente acontece é que, quando o cadáver começa a se decompor, ele tende a encolher. Isso faz com que se tenha a impressão de que as unhas e cabelos cresceram, mas não passa de uma ilusão ótica.

Quanto mais velha a pessoa fica, menos medo da morte ela tem

Pesquisa feita nos Estados Unidos mostra que os idosos são os que têm menos medo da morte. O estudo mostrou que pessoas entre os 40 e 50 anos têm mais medo de morrer que os que estão na faixa dos 70 e 80 anos.

Teoricamente, os mais velhos deveriam ter mais medo de morrer já que, quanto mais velhos se fica, mais a morte se aproxima.

A morte tem cheiro doce

Apesar dos odores extremamente desagradáveis da decomposição dos corpos, alguns dos ácidos responsáveis pela decomposição são os mesmos encontrados em frutas. Por isso, não é estranho ouvir algum perito ou médico dizer que o cadáver tem um nauseante cheiro adocicado.