Você se lembra do Paint? Para grande parte daqueles que cresceram durante os anos 90, o Microsoft Paint foi uma das poucas diversões que uma criança poderia ter no computador.

E se você passava horas fazendo rabiscos no Paint, sabe que, por mais divertido que seja criar um desenho nele, não é exatamente fácil conceber uma verdadeira obra de arte no mesmo. Bem, pelo menos para a maioria. A espanhola Concha García Zaera tem 87 anos e ''arrasa'' com qualquer um quando o assunto é desenhar no Paint.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Curiosidades

Concha diz que sempre gostou de pintar; ela costumava pintar da maneira tradicional, em tela, com tinta à óleo. Mas o cheiro de suas tintas não estava fazendo bem ao seu marido e ela acabou tendo que deixar seu hobby de lado.

A sorte desta simpática senhora mudou quando ela ganhou um computador de seus filhos. Foi aí que ela conheceu o Paint e percebeu que ali estava uma maneira completamente nova de fazer arte [VIDEO], sem prejudicar seu marido.

O perfil de Concha no Instagram (@conchagzaera) conta com mais de 90 mil seguidores; ela diz não entender porque seus desenhos chamam tanta atenção: ''eles são muito simples'', explica.

Chegou a hora de você analisar o trabalho de Concha e dar o veredicto: é simples ou é surpreendente?

Ela conta que cada desenho pode levar até duas semanas para ser feito. Às vezes, ela diz gastar um mês em uma mesma pintura. No entanto, alguns demoram bem mais. Ela afirma já estar há um ano fazendo e apagando (e refazendo) o mesmo desenho.

Está vendo só como não é simples, D. Concha? Uma verdadeira artista!

Artista japonês surpreende com pinturas no Excel

E não é somente Concha que encontrou no computador uma maneira complemente original de mostrar sua arte para o mundo.

Recentemente, o japonês Tatsuo Horiuchi chamou a atenção da web com suas pinturas extremamente complexas feitas inteiramente no Microsoft Excel. [VIDEO]

Horiuchi tem 77 anos e não estava disposto a gastar dinheiro com tintas. Ele tinha acabado de se aposentar, em 2000, quando percebeu que seria possível fazer arte no computador. Ele não precisou sequer investir dinheiro em um software mais elaborado para desenho e ilustração.

Usando somente o Microsoft Excel, que normalmente é utilizado para a elaboração de planilhas e gráficos (além de ser um pesadelo na vida de muita gente), o artista japonês começou a retratar paisagens rurais japonesas.

Algumas de suas obras chegaram a ser adquiridas e expostas pelo museu da cidade de Tatebayashi.

É ou não é surpreendente?