Carl Rogers, psicólogo estadunidense de abordagem humanista, escreveu várias análises que podem ajudar em uma mudança positiva nos relacionamentos, seja com os outros ou com você mesmo. Lembrando que, se você não se relaciona bem consigo mesmo, é bem provável que também não se relacione bem com os outros.

Por isso, é fundamental buscar sempre o crescimento pessoal. As pessoas costumam querer que o outro mude para que se adeque às suas expectativas, mas na realidade a mudança tem que começar em você, aceitando-se a si mesmo e aos outros como são.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Relacionamento

Tentar moldar ou mudar as pessoas através de críticas e julgamentos é uma péssima maneira de construir um relacionamento saudável. É comum as pessoas abandonarem namoro, casamento e amizade por nunca conseguir fazer com o que o outro pense igual ou aja da maneira que ele quer.

Provavelmente isso nunca vai acontecer, pois é uma maneira autoritária de agir que acaba afastando as pessoas. A regra é clara: se você não concorda com uma maneira de agir da pessoa, simplesmente se afaste. Confira agora as dicas que irão ajudar você em seus relacionamentos:

1 - Aprenda a dizer "não"

Tensão, transtorno e ansiedade muitas vezes surgem através de Comportamentos doentios na vida diária. Criar limites úteis para si mesmo e aprender a dizer não quando você pode ser seduzido a dizer "sim" é fundamental para ter limites claros.

2 - Busque autoconhecimento

A vida é um esforço contínuo sobre aprender e conhecer a si mesmo articulando esse conhecimento para os outros. Antes de culpar o outro e se considerar a vítima, procure saber como seu comportamento influencia na relação de forma positiva ou negativa.

3 - Saber ouvir

A escuta é uma habilidade para todos, os ouvintes estão em alta demanda. Portanto, certifique-se de criar um limite saudável em torno de conversadores constantes. Ajude os outros a ouvir o que estão dizendo, reformulando o que você ouviu e devolvendo-o. Seja o modelo de escuta que você gostaria de ter. Procure ser acolhedor e não somente ser acolhido.

4 - Pare de julgar

Há uma sensação de mal-estar consigo mesmo na maioria das pessoas, ou de não ser suficientemente bom no mundo de hoje. Muitos, além de você, mantêm esses sentimentos. Tente evitar endossar essa crença por si mesmo. A aceitação de quem você é e quem são os outros torna a vida mais fácil.

5- Seja compreensivo

Muitas vezes as pessoas querem ser ouvidas quando estão enfrentando uma situação de vida desafiadora. Eles querem contar sua história e ser guiados, apoiados ou inspirados, mas ninguém parece gostar de ouvir conselhos dizendo o que ele deve fazer.

Dar conselhos pode ajudar, mas muitas vezes é melhor permitir que alguém chegue as suas próprias respostas e percepções.

Por isso, ouça mais e dê menos palpites, acolher a angústia do outro é muito melhor do que apresentar soluções mágicas que nem sempre darão certo. [VIDEO]

6 - Seja receptivo

Fale quando estiver conversando. Evite palavras como "hum", "você que sabe", "ah" ou outras que demonstram pouco interesse pela conversa.

7 - Seja você mesmo

Para ter interações e relacionamentos profundos e saudáveis, a prática de ser você mesmo e ser autêntico é fundamental. [VIDEO]

8- Aprenda com os erros e problemas

A realidade é que a vida tem aspectos bons e ruins para todos. Frequentemente, presumimos que ser feliz é o modo padrão de ser e, quando não nos sentimos assim, sentimos uma sensação de fracasso, como se estivéssemos fazendo algo que não é certo. Seja resiliente. Ter tempos ruins não significa necessariamente que algo está errado com você.

9 - Você não precisa ter todas as respostas

Todo mundo tem seus talentos, habilidades e limites. Se você não souber de algo, diga e trabalhe para obter recursos adicionais que possam preencher os espaços. Toda pessoa sábia se sente confortável em dizer "eu não sei".