Tem se tornado cada vez mais comum nos dias de hoje se ver personagens gays em filmes e séries. Mas o que muitos não sabem é que alguns astros já foram convidados para interpretar um desses personagens, mas acabaram recusando.

Chuck Norris

O astro do cinema americano já declarou publicamente que nunca interpretaria um personagem gay. O ator também já demonstrou um posicionamento contra a união legal de pessoas de tal orientação sexual.

Em 2012, Norris fez campanha junto a uma organização contra o casamento gay, afirmando que isso não condiz com a união tradicional entre homem e mulher, como a Bíblia relata.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Relacionamento

Samuel L. Jackson

Samuel L. Jackson já participou de diversos filmes de sucesso nos Estados Unidos, seu país natal, e também se notabiliza por participar de diversos movimentos todos os anos.

Mas o ator afirmou em uma entrevista para a revista “Playboy” que o único papel que ele nunca aceitaria seria interpretar um personagem gay, pois jamais beijaria outro homem.

Mark Wahlberg

O também americano Mark Wahlberg já fez muitos trabalhos em Hollywood, e alguns deles considerados bem complexos, principalmente na época em que ainda buscava fama entre tantas estrelas do cinema americano. Depois o ator acabou aceitando alguns papéis que não foram muito desafiadores.

Wahlberg foi convidado para fazer parte do elenco do filme "O Segredo de Brokeback Mountain" (2005), mas recusou o convite alegando que achou o roteiro muito agressivo. O que ocorreu na verdade é que o personagem que seria interpretado por ele no longa era gay, e, por isso, ele recusou o papel.

Luke Grimes

Grimes fazia parte do elenco da série “True Blood”, onde interpretava um vampiro chamado James.

Ao término da primeira temporada, o ator pediu dispensa da série, isso porque ele não queria interpretar um gay.

Na época, ele foi altamente criticado, mas isso não teve muitos efeitos negativos para a sua reputação em Hollywood [VIDEO], sendo que, após esse acontecimento, ele participou de dois filmes que venderam bem. Foram eles "Sniper Americano", em 2014, e "Sete Homens e um Destino", em 2016.

Justin Bieber

Essa história é um pouco controversa, pois o cantor nega o acontecimento, mas em 2016 o roteirista Pete O'Neill disse em entrevista concedida ao jornal “The New York Times” que um papel no longa-metragem “Uber Girl” foi oferecida ao astro canadense Justin Bieber.

Ele acabou não aceitando o papel após saber que teria uma cena gay que envolveria o seu personagem. Depois que a entrevista foi publicada, Justin Bieber tratou de negar a informação.