No dia 07 de março de 1930 nasceu um ídolo do Sport Clube Corinthians Paulista, o Luis Trochillo conhecido como Luizinho. Seu apelido era "Pequeno Polegar" devido à sua altura de 1,65m. Era pequeno, porém bom cabeceador. Quando era criança o seu pai, Gabriel Luiz Trochillo, abriu uma pequena banca de peixes no mercado central.

Mesmo com o trabalho duro, 'Seu' Gabriel fundou o Cachoeira Futebol Clube, time de várzea fundado no bairro do Brás, onde Luizinho deu os seus primeiros chutes.

Publicidade
Publicidade

O Pequeno Polegar Iniciou a sua vida futebolística no juvenil do Corinthians em 1943, quem deu a oportunidade para ele foi Dante Pietrobon que trabalhava com as categorias de base da época.

No ano de 1949 Luizinho chegou ao time profissional do Corinthians e fez parte do elenco que marcou mais de 100 gols pelo Timão naquela época. O Pequeno Polegar fazia parte do trio de ataque vitorioso com Baltazar, “O Cabecinha de Ouro” e Cláudio, “O Gerente”.

Publicidade

Jogando pelo Alvinegro conquistou os títulos de:

Campeão Paulista em 1951, 1952, 1954.

Torneio Rio-São Paulo em 1950, 1953 e 1954.

Pequena Taça do Mundo em 1953, onde foi artilheiro com 5 gols junto com Kubala do Barcelona. O ataque do Timão era atrevido e habilidoso.

O Título do 4º Centenário em 1954.

Foi dele o gol contra o Palmeiras no placar de 1x1. O empate já dava a conquista pelo número de pontos na liderança.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Corinthians

Era conhecido por ser carrasco do rival.

Luis Trochillo jogou 603 jogos pelo Timão, ganhou 358 jogos, 130 Empates, perdeu 115 e marcou 175 gols. Pela sua história com o manto sagrado ele foi convidado a ser técnico pelo timão em algumas ocasiões. Pelas conquistas a frente do Corinthians foram 32 partidas, com 12 Vitórias, 12 Empates e 8 Derrotas.

Luizinho por 3 vezes foi chamado para dirigir o Timão, mas ele mesmo dizia que era “só para tampar buraco” e mesmo assim nunca se negou em momentos difíceis.

A sua presença na beira do campo não era pela disciplina tática envolvida e sim pela determinação, dedicação, raça e amor ao Corinthians.

O pequeno polegar por causa de uma discussão com o técnico do Corinthians foi para o Juventus em 1963. Em 1964 retornou ao Corinthians onde encerrou a carreira em 1967.

O Pequeno polegar foi homenageado com um busto no Parque São Jorge em 1994, e em 1996 no Pacaembu no dia da estreia do Edmundo no Timão o Pequeno Polegar atuou por 5 minutos em um amistoso com o Coritiba, sendo assim o jogador mais velho a entrar em campo com a camisa do Corinthians em toda a história.

Publicidade

Luiz Trochillo faleceu dia 17 de janeiro de 1998, com uma linda história com a camisa do Corinthians, considerada a mais “pesada” do mundo. Ele dava o “sangue” em cada partida pelo Timão, por isso até hoje é um ídolo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo