2

No dia 07 de março de 1930 nasceu um ídolo do Sport Clube Corinthians Paulista, o Luis Trochillo conhecido como Luizinho. Seu apelido era "Pequeno Polegar" devido à sua altura de 1,65m. Era pequeno, porém bom cabeceador. Quando era criança o seu pai, Gabriel Luiz Trochillo, abriu uma pequena banca de peixes no mercado central.

Mesmo com o trabalho duro, 'Seu' Gabriel fundou o Cachoeira Futebol Clube, time de várzea fundado no bairro do Brás, onde Luizinho deu os seus primeiros chutes.

O Pequeno Polegar Iniciou a sua vida futebolística no juvenil do Corinthians [VIDEO] em 1943, quem deu a oportunidade para ele foi Dante Pietrobon que trabalhava com as categorias de base da época.

No ano de 1949 Luizinho chegou ao time profissional do Corinthians e fez parte do elenco que marcou mais de 100 gols pelo Timão naquela época. O Pequeno Polegar fazia parte do trio de ataque vitorioso com Baltazar, “O Cabecinha de Ouro” e Cláudio, “O Gerente”.

Jogando pelo Alvinegro conquistou os títulos de:

Campeão Paulista em 1951, 1952, 1954.

Torneio Rio-São Paulo em 1950, 1953 e 1954.

Pequena Taça do Mundo em 1953, onde foi artilheiro com 5 gols junto com Kubala do Barcelona. O ataque do Timão era atrevido e habilidoso.

O Título do 4º Centenário em 1954.

Foi dele o gol contra o Palmeiras no placar de 1x1. O empate já dava a conquista pelo número de pontos na liderança. Era conhecido por ser carrasco do rival.

Luis Trochillo jogou 603 jogos pelo Timão, ganhou 358 jogos, 130 Empates, perdeu 115 e marcou 175 gols.

Pela sua história com o manto sagrado ele foi convidado a ser técnico pelo timão em algumas ocasiões. Pelas conquistas a frente do Corinthians foram 32 partidas, com 12 Vitórias, 12 Empates e 8 Derrotas.

Luizinho por 3 vezes foi chamado para dirigir o Timão, mas ele mesmo dizia que era “só para tampar buraco” e mesmo assim nunca se negou em momentos difíceis. A sua presença na beira do campo não era pela disciplina tática envolvida e sim pela determinação, dedicação, raça e amor ao Corinthians.

O pequeno polegar por causa de uma discussão com o técnico do Corinthians foi para o Juventus em 1963. Em 1964 retornou ao Corinthians onde encerrou a carreira em 1967.

O Pequeno polegar foi homenageado com um busto no Parque São Jorge em 1994, e em 1996 no Pacaembu [VIDEO] no dia da estreia do Edmundo no Timão o Pequeno Polegar atuou por 5 minutos em um amistoso com o Coritiba, sendo assim o jogador mais velho a entrar em campo com a camisa do Corinthians em toda a história.

Luiz Trochillo faleceu dia 17 de janeiro de 1998, com uma linda história com a camisa do Corinthians, considerada a mais “pesada” do mundo. Ele dava o “sangue” em cada partida pelo Timão, por isso até hoje é um ídolo.