O WhatsApp é uma grande ferramenta de comunicação e facilita a vida de muita gente que até trabalha pelo aplicativo criado há alguns anos trás e que caiu rapidamente no gosto de boa parte da população mundial. Além de trabalho e assuntos sérios, o WhatsApp também é um canal para diversão, paqueras e, infelizmente para alguns e felizmente para outros, de erotismo. Muitas imagens circulam pelo aplicativo.

Na última semana, começou a circular em grupos cinco fotos [VIDEO] de uma suposta Pedreira que trabalha nua. A mulher, que não mostra o rosto, aparece de frente, de lado, agachada como veio ao mundo, como se estivesse mesmo trabalhando.

Em uma das imagens, ela aparece trocando uma lâmpada. Em outras, ela corta um pedaço de madeira no chão.

Obviamente, a imagem obteve mais sucesso em grupos de marmanjos e viralizou. As fotos passaram a ser postadas, inclusive, em grupos do Facebook e em outras redes sociais, como o Twitter, que é a mais liberal de todas quando o assunto é divulgação de material erótico.

Mas, diante das fotos, a pergunta que se mais fazia era: quem é a pedreira misteriosa que trabalha nua? A resposta foi dada pelo site Sweetlicious. Veja abaixo.

Pedreira nua não é pedreira

O cargo de pedreiro não é fácil, o trabalho é braçal e exige muita força. Existem, sim, mulheres pedreiras, mas elas ralam bastante, de forma séria e não trabalham nua, nem exibem cabelos bonitos e unhas feitas enquanto estão trabalhando.

A vaidade fica para depois que bater o ponto.

Portanto, a falsa pedreira é uma modelo erótica holandesa chamada Dupsy – nome artístico, provavelmente. Ela tem 28 anos e possui uma conta no Tumblr. Na descrição de seu perfil, ela se descreve como alguém que trabalha com a indústria de entretenimento adulto.

A pedreira tem 10 fotos em ação [VIDEO]em sua conta na rede social, mas apenas cinco circulam pelo WhatsApp. Não se sabe quem começou a divulgar nem porque escolheu apenas a metade das fotos disponíveis.

Não acredite em tudo que circula em redes sociais

Há muitas mentiras que são espalhadas pelas redes sociais. Por isso, é preciso tomar cuidado com aquilo que é divulgado. O WhatsApp é um dos campeões de notícias falsas que se espalham com uma velocidade impressionante.

Em grupos no aplicativo de mensagens instantâneas já havia pessoas querendo contratar os serviços da suposta pedreira e alguns se perguntavam se ela era mesmo brasileira ou não. Tudo não passou de uma brincadeira.