O videoclipe da canção ''This Is America'', do ator, roteirista e cantor Donald Glover - que grava seus discos sob o pseudônimo de Childish Gambino - superou a marca de mais de 30 milhões de visualizações já nas primeiras 48 horas de seu lançamento, no dia 5 deste mês.

Em pouco mais de 4 minutos, o vídeo compila inúmeras referências à discriminação racial que os negros sempre sofreram, e ainda sofrem, nos Estados Unidos.

Desde o lançamento do clipe, diversos internautas têm apontado todos os simbolismos presentes nas cenas de ''This Is America''; a maioria delas ligada à violência policial e ao racismo propriamente dito.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Música

Abaixo, algumas destas referências são explicadas, de modo a expor toda a genialidade do vídeo enquanto crítica social:

O homem negro cuja maior aspiração é ser branco

O videoclipe começa com uma cadeira e um violão posicionados no centro de uma galpão.

Um homem negro entra em cena e em seguida senta-se para tocar. Donald Glover surge no plano de fundo.

Quando o foco passa para Glover, o músico começa a dançar. Um de seus primeiros gestos é o de um dos olhos - o direito - arregalando-se, em uma referência ao personagem Tio Ruckus, dos quadrinhos The Boondocks. Tio Ruckus é negro, mas sua maior aspiração é ser branco; o personagem chega a crer em si mesmo como sendo um homem branco e, além disso, demonstra tendências racistas. [VIDEO]

Leis responsáveis pela fundamentação da segregação racial

O homem que tocava violão - o artista Calvin The Second - está agora usando um capuz.

Donald Glover faz menção de atirar nele; o que chama a atenção aqui é a posição assumida por Glover, que parece muito peculiar para quem não está familiarizado com Jim Crow, um personagem bastante popular nos EUA, carregado de esteriótipos negativos relacionados aos negros.

Jim Crow é uma criação do ator branco Thomas Dartmouth, que também interpretava o personagem no século XIX, em um show de blackface - prática na qual um ator branco utiliza maquiagem para interpretar personagens negros, quase sempre de forma cômica e depreciativa.

O personagem ficou tão famoso nos EUA que seu nome até hoje é usado para designar, de forma pejorativa, os cidadãos afro-americanos. Por mais bizarro que isso seja, o nome de Jim Crow também deu nome a um conjunto de leis utilizadas na promoção da segregação racial no país até o ano de 1965.

Gwara Gwara

Glover entrega a arma a um jovem, que a segura com bastante zelo, quase como se segurasse algo muito precioso; ele dança a Gwara Gwara com um grupo de estudantes negros.

A Gwara Gwara é uma dança sul-africana, que tornou-se popular nos EUA através da cantora Rihanna, durante a premiação do Grammy de janeiro deste ano. A dança continua aparecendo em diversos momentos do clipe.

O massacre de Charleston

Um coral gospel entra em cena e suas vozes são incorporadas à canção de ''This Is America''. Glover atira no coral com uma metralhadora, numa clara referência ao chamado ''massacre de Charleston'', durante o qual um homem, Dylann Roof, um jovem branco, atirou nos membros de uma igreja afro-americana, em 2015, matando nove pessoas.

Richard Pryor

As cenas seguem se desenvolvendo no mesmo galpão que agora conta com a presença de policiais. Glover dança, desta vez assumindo uma postura que faz referência ao comediante Richard Pryor, cujos monólogos humorísticos sempre incluíram temas como a violência e o racismo.

Stephon Clark morto pela polícia

Os estudantes estão observando um confronto entre a polícia e alguns manifestantes e gravam tudo com seus celulares. A letra da Música reforça a mensagem, que faz referência direta a morte de Stephon Clark, em março deste ano: ''isto é um celular'' diz a canção.

Stephon Clark foi morto pela polícia, que buscava o responsável por alguns vidros de carros quebrados. Clark se encontrava no quintal de sua casa, falando ao celular, quando os agentes o abordaram. Seu telefone foi confundido com uma arma [VIDEO] e Clark levou sete tiros. Ele era negro e sua morte desencadeou uma série de protestos contra a segregação racial nos EUA.

O Cavaleiro Branco do Apocalipse

Ao fundo de mais uma cena com a dança Gwara Gwara está um homem montado a cavalo, com o rosto todo coberto por um lenço. O cavalo em cena é branco, como o cavalo mencionado pelo Novo Testamento como sendo a montaria de um dos quatro cavaleiros do Apocalipse, que representaria a morte, além da vitória através de um confronto carregado de violência.