O ginecologista é o profissional da medicina que tem como função cuidar da saúde do aparelho reprodutor feminino (vagina, útero e ovários) e das mamas. Levando em conta esse fato, é possível deduzir que o profissional exerce um cargo delicado, assim como qualquer outro setor da medicina [VIDEO]. Existem coisas nas pacientes ou no comportamento delas que fazem o profissional odiar, mas uma grande parte deles preferem não se manifestar sobre o assunto e não contam nada a elas; veja alguns exemplos:

1. Consultas pelo Google

Um dos grandes males da sociedade moderna é querer pesquisar tudo na internet, inclusive doenças.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Curiosidades

Fazer isso só irá deixá-la mais preocupada com toda a situação, além de fazer imaginar as mais diversas coisas. Procure não tentar saber demais! Um pouco de informação é essencial, mas tenha em mente que seu médico sabe o que está fazendo.

2. Depilação

As mulheres são muito preocupadas com a aparência, e muitas delas não vão ao ginecologista sem antes fazer uma depilação. O profissional não vê problema nenhum em ver a parte íntima da mulher cheia de cabelo, pois isso é natural do corpo humano. O fato é que a depilação não irá alterar em nada as condições da sua região íntima.

3. Não debater sobre sua vida sexual com seu médico

Outro erro bastante comum entre as mulheres é não falar com seu médico sobre sua libido e vida sexual. Muitos problemas envolvendo a falta de libido podem ser consequências de outros problemas de saúde, como hormônios e etc. Por isso, não fuja das perguntas do médico e procure ser a mais sincera possível. Sua saúde agradece!

4. Colocar culpa nos hormônios

Nem tudo o que acontece em sua vida é culpa dos hormônios.

Não coloque a culpa de seus problemas em outras coisas, siga o protocolo, dessa maneira, sua saúde e médico agradecem.

5. Não aceitar explicações sobre a falta de libido

O libido está na verdade relacionando a várias coisas, entre elas, alguns distúrbios hormonais e sentimentais. Algumas mulheres não acreditam que os sentimentos podem interferir na falta de desejo que anda sentindo, o que atrapalha mais ainda o procedimento do profissional.

6. Quando a mulher não conta tudo

Eles não precisam saber tudo, mas seria útil saber se você está tendo relações sexuais, se o seu parceiro tem um pênis ou uma vagina, se você não tem certeza sobre o estado de DTSs de seu parceiro, se você tem vários parceiros, etc. Essas informações podem ajudá-los a dar-lhe o teste e o tratamento que você precisa.