Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Rede Record de televisão tem se destacado no Brasil e no mundo como um dos religiosos mais influentes no cristianismo. Há porém, muitas pessoas que não apoiam o seu trabalho de evangelização e divulgam vídeos e matérias na internet criticando tudo que ele faz. Em um canal no YouTube chamado Em defesa do Povo há um vídeo com um suposto áudio onde Edir se mostra irado com o choro de uma criança que estava assistindo a um culto, dirigido por ele. O vídeo foi postado em 2017, mas ele voltou a ser motivo de comentários nas redes sociais, sendo divulgados em sites e páginas de fofocas.

O vídeo não mostra as imagens do culto, apenas o áudio, e não tem como provar que a voz é realmente de Edir Macedo, porém ela é realmente muito parecida com a do Bispo. No áudio Edir pede para uma mulher com uma criança chorando ir para o fundo da igreja ou então que saia. Em seguida, ele decide que quem tem filho vai ficar no berçário, pois ele não quer criança no salão onde ele estiver pregando.

"Não mandei ter filho"

Depois, a voz no áudio afirma: "Não mandei ter filho!". Em resposta a possíveis reclamações de mães com crianças pequenas, ele diz que a igreja não tem obrigação de pagar empregada. Não há como provar que essa voz realmente seja do Bispo Edir Macedo, mas o áudio tem sido divulgado nas redes sociais em ampla escala, como se fosse dele. O vídeo, que pode ser visto no final desta matéria, mostra inúmeros comentários criticando a suposta postura do religioso. [VIDEO]

Muitos estão chamando-o de intolerante, pois há uma passagem bíblica onde Jesus recebe bem as crianças.

O vídeo que já foi visto por mais de 60 mil pessoas e quase 500 comentários voltou a ser divulgado e até o momento Edir Macedo não se pronunciou sobre o caso. Alguns acreditam que, mesmo que o áudio seja dele, ele tem o direito de exigir silêncio dentro das reuniões que ele faz, solicitando para que as mães controlem o choro de seus filhos ou não fiquem na sala atrapalhando. [VIDEO]

As opiniões são bem controversas, mas a maioria foi contra a suposta atitude de Edir. É importante reforçar que a equipe de redação não está afirmando que o áudio seja verdadeiro, nem falso, e que não há nenhuma crítica quanto ao conteúdo do áudio, e sim mostrar o que está sendo divulgado nas redes sociais para que as pessoas saibam e tirem as suas próprias conclusões.

Até mesmo ateus estão comentando o vídeo dizendo que mesmo não sendo cristãos eles tem mais amor e tolerância para com o próximo do que alguns religiosos, praticando mais o que Jesus pregou do que os que se dizem crentes.

Ouça o áudio: