A novidade da Capcom é que o robozinho azul vai adquirir uma nova versão “Mega Man 11”, em que as habilidades clássicas se unem a movimentos e visuais modernos, sem perder o tradicionalismo que agrada o público que acompanha a trajetória do game há muitos anos. Para quem é fã e está ansioso para conhecer a nova versão do robozinho, a Capcom divulgou que o lançamento será no dia 2 de outubro deste ano, disponível para os consoles: PS4 e Xbox One, bem como para os PCs e Switch.

A nova Era de Mega Man traz a inclusão de níveis que requerem uma maior habilidade para passar pelas dificuldades [VIDEO]das fases, que ficaram mais complexas e que são influenciadas por algumas variáveis.

Todas têm um chefão no final e cada vitória garante o acesso às armas especiais que eles usam.

A lógica de "Mega Man 11" é a mesma dos outros games. Mas, acontece que neste ciclo foi introduzido o "Double gears" (botões L1 e R1 no PS4, simultaneamente), que possibilita que o personagem fique mais forte temporariamente. Ainda existe a possibilidade de fazer Mega Man deixar os obstáculos e inimigos em câmera lenta.

É preciso ter conhecimento de que usar função (Double gears) por muito tempo o deixará enfraquecido e fazê-lo perder força. O fato é que Mega Man não perdeu sua essência tradicional, mas ganhou destaque em alguns recursos que se bem utilizados podem transformar prejuízos em vantagens.

Lucro gigantesco no último ano

A Tecnologia tornou os games uma realidade cotidiana na vida de muitas crianças, adolescentes e adultos, que se puderem passam horas enfrente a um computador, notebook, smartphone, Xbox ou PlayStation.

A Capcom é uma companhia sediada em Chuo-ku, Osaka, que desde 1989 desenvolve e publica jogos de videogame. Possui várias franquias multimilionárias e que são verdadeiros sucessos no mercado brasileiro, como: Resident Evil, Street Fighter, Devil May Cry, Onimusha dentre outros. A companhia divulgou que o ano de 2018 foi o mais lucrativo da história da empresa.

No relatório fiscal, [VIDEO] finalizado em março deste ano, a companhia japonesa afirma que o lucro operacional “cresceu em 17,5% equivalente a 16.037 milhões de ienes, enquanto as vendas líquidas subiram 8,4% equivalente a 94.515 milhões de ienes”.

Grande parte dos lucros foi graças a Monster Hunter: World [VIDEO], que foi um "sucesso massivo, quebrador de recordes, que se tornou o título mais bem vendido na história da companhia", de acordo com a empresa, superando Residente Evil 5.