Há 54 anos, em julho de 1964, os Beatles lançavam nos cinemas seu primeiro longa-metragem: A Hard Day's Night.

Rodado originalmente em preto e branco, não havia um roteiro específico, mas pode-se considerar como sinopse os preparativos da banda de Liverpool para um show na televisão inglesa, e entre os ensaios, uma entrevista nonsense e as trapalhadas do avô de Paul, ele, John, George e Ringo fogem da loucura das fãs e contestam pessoas mais velhas nos diálogos, algo bem próximo da realidade dos beatles.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Música

Àquela altura, Elvis Presley [VIDEO] já contava com mais de 10 filmes - assistidos pelos adolescentes John e Paul - e essa extensa filmografia alavancou consideravelmente sua carreira.

Farejando o sucesso imediato, o empresário Brian Epstein concordou e acabou assinando um contrato com a United Artists para mais três filmes com os rapazes como protagonistas.

O fenômeno da "Beatlemania"

Os Beatles já vinham de uma curta, mas bem sucedida turné nos EUA, incluindo a lendária apresentação no Ed Sullivan Show. Com esses fatos, o ano de 1964 conheceu a "Beatlemania", conquistando fãs em todo planeta.

O diretor Richard Lester explorou o bom humor liverpoolense e, claro, o talento, inserindo vários "videoclips" durante o filme, nas execuções das músicas que fizeram a trilha sonora. Apesar do roteiro focar principalmente em Ringo, Lester considerou que George teve a melhor interpretação dentre os membros do conjunto britânico.

O próprio diretor, numa entrevista para o site da NME, disse que foi concedido um baixo orçamento de 200 mil libras, pois os produtores duvidavam que os Beatles continuariam fazendo tanto sucesso.

12 milhões de libras arrecadadas nas bilheterias provaram o quanto os produtores estavam equivocados. Fãs do conjunto conquistados anos após a dissolução da banda, também.

O segundo filme "HELP!", de 1965, uma aventura protagonizada pelos rapazes, também foi dirigido por Richard Lester. Magical Mystery Tour, de 1967, foi dirigido e produzido pelos próprios Beatles. Infelizmente, seu último longa-metragem "Let it Be, de 1969, já mostrava o conjunto no seu último ano de atividade, produzindo o álbum homônimo. O ponto alto é a apresentação feita no telhado da Apple, denominado hoje em dia como "Roftop Concert".

Curiosidades

- Durante as filmagens, George Harrison conheceu Pattie Boyd, que interpretara uma componente de um grupo de moças fãs do conjunto que contracenam nas primeiras tomadas. George e Patty casaram-se dois anos depois;

- A fotógrafa alemã Astrid Kirchherr, que se aproximou dos rapazes em sua temporada em Hamburgo, no início dos anos 60, responsável pelos primeiros registros fotográficos dos Beatles como banda profissional - e influências sobre seu visual - esteve presente nos sets de filmagem;

- Ringo Star foi casualmente o autor do título do filme.

Após um longo dia de filmagens, desabou numa cadeira, dizendo que aquela era a "noite de um dia duro";

- No show do final do filme, a banda fecha com um sucesso estrondoso de 1963, que não fez parte da trilha sonora: She Loves You.

Ficha técnica:

Data de Lançamento: Julho de 1964

Preto e Branco - 86 min

Direção: Richard Lester

Elenco: John Lennon, Paul McCartney, George Harrison, Ringo Star, Victor Spinetti e Wilfrid Brambell

Idioma: inglês

Em DVD e blu-ray