O produto formado pela dissecação da carcaça de uma lagarta, tornou-se um dos artigos mais valiosos e escassos do planeta. O yakasumba, um fungo que se desenvolve em altitudes de três mil a cinco mil metros e, é encontrado somente em regiões do Himalaia como o Nepal, a Índia, o Butão e o Tibete, é o responsável pela transformação valiosa dos restos da lagarta.

No meio da terra, o Ophiocordyceps Sinensis, nomenclatura científica do fungo, ataca e disseca completamente os restos abandonado de uma certa variedade de lagarta, formando o produto valioso.

Publicidade
Publicidade

Especialistas em medicina tradicional afirmam que ele é potencialmente eficiente contra a impotência sexual, a asma e até o câncer.

Todas essas qualidades também tornam o Yakasumba conhecido como o 'Viagra do Himalaia', produto poderoso e valioso, considerado mais caro até que o ouro. Um quilo do fungo chega a custar mais de 100 mil dólares, cerca de 386 mil reais. Esse valor é mais que o dobro do preço cobrado pelo quilo de ouro, em torno de 40 mil dólares (154,5 mil reais).

Publicidade

Trabalhar em altitudes tão elevadas, como as que o produto raro é encontrado, pode ser extremamente perigoso para o ser humano. Mas, apesar de todo os riscos que envolvem a tarefa, entre os meses de maio e junho, os vilarejos localizados no Himalaia costumam ficar quase desertos. É que maioria dos habitantes subiu as montanhas para coletar os fungos valiosos.

Moradores da região afirmam enfrentar muito frio e muita chuva durante a colheita da iguaria.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Ciência

Segundo eles, algumas vezes chegam a enfrentar até avalanches. Mas, apesar de todo os esforços e adversidades enfrentadas, o trabalho costuma valer a pena. O yakasumba representa cerca de 56% dos ganhos anuais dos moradores desses vilarejos.

Cada fungo rende em torno de 4 dólares aos trabalhadores que sobem as montanhas para coletá-los. Após serem exportados para países como Cingapura, China, Reino Unido, Japão, Coréia, Tilândia e Mianmar, a grama do yakasumba chega a custar até 100 dólares.

Graças a renda gerada pela exportação do fungo, a vida financeira dos moradores do Himalaia se tornou menos penosa. Porém, especialistas alertam para a escassez do yakasumba devido ao aquecimento global e a colheita excessiva.

A alguns anos atrás, um dia de trabalho chegava a render até cem unidades do fungo, segundo os coletores. Atualmente a colheita diária diminuiu cerca de cinco vezes. E se tornou comum observar moradores voltarem com as mãos vazias após um dia inteiro de trabalho.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo