Para aqueles que já nasceram em meio a era da tecnologia - em geral após os anos 2000 - podem até achar engraçado ver como os mais velhos lidam com os smartphones, as redes sociais e os aplicativos de mensagens instantâneas.

Embora alguns pais já estejam familiarizados à tudo isso, em geral por influência de seus filhos e netos, outros ainda estão aprendendo como utilizar coisas que, para os mais jovens, parecem extremamente simples.

E como agosto é o mês dos pais, confira alguns prints engraçados de pais que ainda não entenderam muito bem como usar esses aplicativos:

''Como é mesmo o nome disso?''

É Zap zap? Lati Zape? Qual o nome dessa coisa afinal? Alguns pais [VIDEO] poderão estranhar muito essa nova tecnologia, a começar pelo nome.

Questão de adaptação

Assim que seu pai aprende o que são e para que servem os aplicativos de mensagens instantâneas, vem o passo seguinte: habituar-se a eles. E embora pareçam extremamente simples e intuitivos aos mais jovens, estes aplicativos apresentam algumas dificuldades para aqueles que não estão acostumados a estas tecnologias. Onde é mesmo que dá espaço nisso?

Pode ser que seu pai fique um pouco perdido...

...com tantas opções de coisas a se fazer em um aplicativo de mensagens instantâneas. Talvez leve um tempo para que ele entenda que o mesmo aplicativo permite conversas individuais e conversar em grupo, por exemplo.

Pode ser que ele ainda fique um pouco desconfiado...

...de todas essas modernidade. Um pai zeloso às vezes se preocupa com o quanto você - e agora ele - estarão se expondo a radiação do celular enquanto enviam mensagens.

E se até mesmo você ainda cai nas pegadinhas do Whatsapp...

...imagine um pai que nunca ouviu falar do ''gemidão do Zap''. Mas esse filho aqui pegou pesado, hein? Colocar o ''gemidão'' no toque do celular do pai é muita maldade.

Após algum tempo, ele começará a se acostumar com a tecnologia

E poderá unir-se com a sua mãe para utilizá-la contra você.

Agora você terá que estar sempre pronto(a) para ser confrontado(a) com mensagens de ''Porque você não atendeu às minhas ligações?'' ou solicitações de tarefas domésticas e idas ao mercado, agora também no WhatsApp.

Mas errar a janelinha, quem nunca?

Se nem quem usa esse negócio já há anos está livre de errar a janela da conversa e mandar algo para a pessoa errada, quem dirá seu pai que só começou a se acostumar com isso ontem?

Adaptação concluída

Quando seu pai começar a mandar mensagens engraçadinhas em horas inusitadas, fotos e áudios constrangedores e correntes no grupo de família, você saberá que ele finalmente se sente plenamente adaptado ao uso dessa nova forma de comunicação.

E quando você menos esperar...

...suas conversas com seu ''velho'' no Whatsapp estarão cada vez mais parecidas com suas conversas na vida real.

Pode ser até que você se arrependa um pouco de ter introduzido ele nesse meio...

Mas, nesse momento, já será tarde demais.