Quem nunca se deparou com uma situação ao longo da carreira, em que se viu diante de uma encruzilhada entre procurar um novo emprego para não se sucumbir aos abusos de um chefe ou patrão assediador? Em tempos de crise financeira, com a redução drástica das Vagas de emprego, correr o risco de jogar tudo para o alto e começar do zero talvez não seja a melhor opção. Então, veja cinco dicas para sobreviver a um chefe abusivo:

1. Nunca acredite que o problema é você

Pessoas assediadoras costumam sofrer de distúrbios de personalidade. Baixa auto-estima, narcisismo,bipolaridade [VIDEO], entre outros transtornos, acarretam um comportamento que se reflete de forma negativa nas pessoas que com elas convivem.

O abusador vai tentar, de todas as formas, te fazer acreditar que você nunca será bom o suficiente. Não acredite! Mantenha-se lúcido e não permita que ninguém diminua o seu valor. O problema está com ele, não em você!

2. Não bata de frente

O assediador tende a provocar seu subordinado a bater de frente, levando-o ao limite. Assim o faz por acreditar que "a corda sempre arrebenta do lado mais fraco". Não entre nesse jogo. Tudo que disser poderá ser usado contra você no futuro. Mantenha-se calmo e evite brigas e discussões.

3. Evite permanecer sozinho com o assediador

Pessoas abusivas tendem a ser dissimuladas. Apenas irão te maltratar ou prejudicar de forma disfarçada ou velada, por isso, procure sempre estar perto de outras pessoas e evite conversas entre quatro paredes. Se as coisas estiverem passando dos limites, tenha sempre uma testemunha dos diálogos que mantiver com o chefe.

4. Não exponha sua vida pessoal, especialmente se você for uma pessoa realizada

Geralmente os abusadores são pessoas com uma vida infeliz e solitária, que não compreendem e não aceitam o fato de que alguém em um posto inferior e com menos dinheiro possa ser mais feliz do que eles. O assediador costuma preferir vítimas que são bem sucedidas na vida pessoal pois tendem a sentir inveja dos subordinados que ostentam o que eles não possuem. Procuram, de todas as formas, destruir essa felicidade. Muitas vezes não nos atentamos para o fato de que a felicidade está além do dinheiro, do patrimônio, do sucesso profissional. Ficar o tempo todo demonstrando sua felicidade pessoal para pessoas com baixa auto-estima é muito perigoso, especialmente se elas têm ascendência hierárquica sobre você. Não precisa ficar se fazendo de coitado ou se tornar um bajulador. Apenas seja discreto, assim, o assediador não vai te escolher como vítima.

5. Não tente compreender ou educar o chefe abusivo

Apenas a medicina e a psicologia são capazes de compreender e tratar distúrbios de comportamento. Assim, não se renda à vontade de compreender ou dar lições nesse tipo de pessoa. Mantenha uma distância segura e execute suas tarefas de forma objetiva.