Anualmente, variadas instituições e grupos divulgam rankings sobre quais são as melhores cidades para habitar em todo o mundo. Tais informações na realidade auxiliam o empresariado a injetar dinheiro e outros recursos nessas regiões, atraindo moradores com formações qualificadas; estimulando o bem estar entre suas pessoas e promovendo a abertura de Vagas de Trabalho.

As informações deste artigo seguem como fonte a matéria do periódico The Economist, o qual já por 70 anos veicula pesquisas acerca das melhores cidades para moradia no globo. O The Economist Intelligence Unit foi inaugurado no ano de 1946; sendo que, é responsável por avaliar o mio ambiente, a infraestrutura, estabilidade, a saúde, a educação e a cultura de 140 cidades dentre os países formalmente estabelecidos.

Onde se localizam as melhores cidades?

Vale destacar que os melhores espaços populacionais para se viver ao longo deste ano corrente, localizam-se basicamente no Japão, Canadá e Austrália.

Por sua vez a Europa possui unicamente duas cidades [VIDEO] mencionadas entre as mais habitáveis da lista em questão, a saber, Viena, capital austríaca, ocupando o primeiro lugar no ranking e, Copenhague, capital da simpática Dinamarca, estando na nona posição.

Relação das melhores cidades para se habitar em 2018

  • Viena / Áustria [VIDEO]
  • Melbourne / Austrália
  • Osaka / Japão
  • Calgary / Canadá
  • Sydney / Austrália
  • Vancouver / Canadá
  • Toronto / Canadá
  • Tóquio / Japão
  • Copenhague / Dinamarca
  • Adelaide / Austrália

Os motivos de serem as melhores

A cidade australiana de Melbourne é a 2ª da lista durante sete anos seguidos; no entanto, em 2018, Melbourne caiu para a 2ª posição por uma diferença de somente 0,7%.

Por sua vez a capital da Áustria, Viena, subiu para o 1º lugar no ranking das melhores cidades para se morar, em função da elevação dos indicadores de segurança no seu espaço geográfico.

Fatores como o terror ao ataques terroristas, possibilidade em se acessar a saúde privada e pública, número de crimes ocorridos e a qualidade dos serviços voltados ao segmento públicos de saúde foram avaliados pela pesquisa.

Outros quesitos que foram analisado pelos pesquisadores são o nível de corrupção existente nas cidades, acesso às manifestações culturais como um todo, clima, acesso e qualidade educacional, qualidade da água consumida nas cidades, transportes públicos das mesmas, infraestrutura e manutenção das estradas locais, acessibilidade geográfica e mais parâmetros também foram levados em consideração.

Cidades grandes

As representantes dessa categoria, como, por exemplo, Paris, Londres e Nova York, apesar de serem cidades e bastante renome, por outro lado, padecem índices altos de congestionamentos habituais, crimes e os mais diferentes problemas no transporte público.

Daí não ocuparem o ranking das melhores cidades do mundo para se viver.

Ranking das piores cidades

As cidades que são os piores locais para se viver no mundo são [VIDEO] Damasco, capital da Síria, última colocada do ranking, pois está em guerra fratricida; logo depois vem Daca, capital de Bangladesh no continente asiático e Lagos, principal cidade da Nigéria, no continente africano.

Já a cidade de Caracas, capital venezuelana está em franco declínio ao longo dos últimos 5 anos, apresentando quadro de profunda instabilidade no país, como homicídios em crescimento, violência, mortalidade infantil, morte materna, falta de alimentos, produtos básicos de higiene, aumento dos casos endêmicos de malária, cujos hospitais da Venezuela só atendem com 3% dos medicamentos indispensáveis.