Cada vez mais, a busca pela qualidade de vida, por um estilo de vida mais saudável tem feito a cabeça das pessoas. No entanto, muitos alimentos prejudiciais à saúde ainda se fazem presente no cardápio dos brasileiros, que muitas vezes não se dão conta de quão mal eles fazem à Saúde. Por conta disso, diversos especialistas têm falado sobre o tema, tentando alertar a população sobre o risco de determinadas iguarias ao nosso organismo. Um desses profissionais é o Dr. Victor Sorrentino, autor do guia "O que não colocar na lista do mercado". Conhecido nas redes sociais por suas postagens voltadas à alimentação [VIDEO] e melhoria da qualidade de vida, o médico escreve diariamente na sua página do Facebook e do Instagram, com informações úteis voltadas ao tema.

E, em uma delas, listou os alimentos que jamais devem ser consumidos e por quê. Confira a lista abaixo:

1 - Nuggets: eles são deliciosos e fáceis de fazer. Os pedacinhos de frango empanados à milanesa são, na maioria das vezes, elaborados por pasta de frango misturada com amido de milho, goma, farinha e outras proteínas vegetais, que, depois de unificados, são pré-fritos em óleo e recebem uma carga de itens químicos para garantir a crocância e a conservação. Entre eles, ácido ascórbico e tripolifostato de sódio. O chef de cozinha norte-americano Jaime Oliver, inclusive, chegou a mostrar, em um dos seus programas, todo o processo de fabricação dos nuggets, desmistificando, principalmente junto as crianças, que a carninha de frango empanada é saudável.

2 - Macarrão instantâneo: quem nunca teve um pacotinho de macarrão instantâneo no armário? Prático, ele fica pronto em 3 minutos e muitas vezes é a salvação para os momentos em que se faz necessário fazer uma refeição rápida.

No entanto, este alimento possui dois grandes malefícios. O primeiro provém do próprio macarrão, que é pré-frito em gordura vegetal, ingrediente totalmente prejudicial para a saúde das nossas veias e artérias. O segundo é o tempero, uma mistura de glutamato monossódico e inosinato dissódico, potentes realçadores de sabor que contém uma quantidade absurda de sódio (sal) e tem efeito inflamatório no organismo humano.

3 - Salsichas e peito de peru: Perfeitos no lanche, estes itens são muitas vezes indicados em dietas de emagrecimento. No entanto, vale ressaltar que ambos são alimentos embutidos e contam com uma grande quantidade de produtos químicos como nitritos e nitrados, substâncias potencialmente cancerígenas. Portanto, pense duas vezes se você consome este item com regularidade.

4 - Margarina: Presente em praticamente todas as casas, a margarina não tem nada de saudável. Por isso, prefira a manteiga.

5 - Farinha Láctea: Bebês que consomem farinha láctea estão consumindo uma mistura de farinha de trigo, conservantes e açúcar.

Leite materno e alimentos frescos (caso a criança já tenha idade para comê-los) fazem melhor à saúde, não? Pense nisso!

6 - Bolacha recheada: As crianças adoram, os preços são acessíveis e os mercados estão repletos delas. No entanto, em cada bolacha recheada existe uma mistura de farinha de trigo, gordura vegetal hidrogenada (olha ela aí de novo) e muito, muito açúcar! E as bolachas recheadas não são as únicas vilãs não! Leia sempre o rótulo e veja a composição antes de comprar. Se tiver gordura vegetal, descarte!

7 - Refrigerante e suco de caixinha: Até há bem pouco tempo, só o refrigerante era visto como vilão, devido a presença de altas quantidades de açúcar. No entanto, não se engane. Dependendo do suco de caixinha, a quantidade de açúcar é enorme, isso sem falar que o processo de pasteurização leva embora todas as vitaminas e nutrientes. Prefira o suco natural, direto da fruta.

8 - Cereais açucarados: estes são deliciosos, crocantes e doces. Contudo, vale lembrar que os mesmos são constituídos de milho transgênico, xarope de frutose, açúcar refinado, corantes e conservantes.

9 - Requeijão: Existe uma regra básica quando se fala em alimentação: quanto maior a quantidade de ingredientes presente em um produto, maior a quantidade de conservantes e aditivos químicos. No caso do requeijão industrializado, vale a pena ser o rótulo e conferir o que, de fato, está se consumindo. Em muitas opções existentes no mercado, a lista de ingredientes é extensa, mostrando que o custo - benefício não vale à pena. Opte pelo creme de queijo caseiro, feito com leite, creme de leite e vinagre, fresco e extremamente saboroso.

10 - Barrinha de cereal: Elas viraram febre nos anos 1990, principalmente entre aqueles que estavam de dieta e buscavam uma alimentação mais saudável. Até que alguém percebeu que este alimento, na verdade, possui alta quantidade de açúcar e sal, além de não ser nada nutritivo. Por isso, muitas empresas agora têm oferecido opções diferenciadas, que são mais caras, é verdade, mas são compostas somente de castanhas, frutas e proteínas de verdade.