Deputado federal e agora presidenciável pelo PSL, Jair Bolsonaro [VIDEO] coleciona declarações polêmicas e divide a opinião pública. Por diversas vezes, o político chegou a responder por processos na Justiça, após ser acusado de crimes como racismo e ofensas a homossexuais.

1. Negros

Durante uma palestra no Clube Hebraica, em abril de 2017, Bolsonaro declarou de forma polêmica que esteve em um quilombo e os afrodescendentes de lá pesavam "sete arrobas": "Não fazem nada! Eu acho que nem para procriador eles servem mais", proferiu o presidenciável.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Jair Bolsonaro

E ainda completou dizendo que mais de R$ 1 bilhão seria gasto por ano com eles.

2. Estupro

Na Câmara dos Deputados, em 2003, Bolsonaro bateu boca com Maria do Rosário (PT-RS) e declarou: "Eu não sou estuprador, mas, se fosse, não iria estuprar você porque não merece".

A frase do deputado causou polêmica entre as mulheres, e Jair chegou a ser indiciado pelo crime de incitação ao estupro.

3. Gays

Em programa da TV Câmara, em novembro de 2010, o presidenciável deixou os homossexuais revoltados ao declarar que: "O filho começa a ficar assim meio gayzinho, leva um coro, ele muda o comportamento dele". Jair já chegou a ser condenado a pagar R$ 150 mil por ofensas aos homossexuais.

4. Mulheres

Em 2017, em uma palestra no Clube Hebraica, Bolsonaro falou sobre os filhos e declarou que tinha quatro homens, porém, fraquejou na quinta vez e nasceu uma mulher. As palavras de Jair deixaram as mulheres revoltadas.

5. Promiscuidade

Em março de 2011, Bolsonaro esteve envolvido em uma polêmica com a cantora Preta Gil, quando disse que seus filhos foram bem criados e não viveriam em ambientes lamentáveis, como, segundo ele, eram os da cantora.

6. Tortura

Em um programa de TV, em 1999, Bolsonaro disse: "Eu sou favorável à tortura, tu sabe disso". Além da declaração, o deputado afirmou que o erro da ditadura teria sido apenas tortura, deveria ter matar.

7. Bater em gays

Opinando sobre uma foto do ex-presidente FHC, em que posou com uma bandeira gay, em 2002, Bolsonaro declarou que não teria nada contra homossexuais, mas que se visse um casal de homens se beijando na rua partiria para a agressão.

8. Fuzilamento

Em um programa de TV, em 1999, Jair Bolsonaro afirmou que uns 30 mil corruptos deveriam ser assassinados, começando pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

9. Prostituição

Em um vídeo reproduzido no programa de Danilo Gentilli, Bolsonaro apareceu opinando sobre a adoção de filhos por casais gays e declarou que 90% deles seriam garotos de programa no futuro.

10. Mulheres / Emprego

Em entrevista ao Pouso Alegre, em 2018, após ser questionado sobre o quantitativo de mulheres [VIDEO] no ministério, Bolsonaro declarou: “Não é questão de gênero. Tem que botar quem dê conta do recado. Se botar as mulheres, vou ter que indicar quantos afrodescendentes?”.