O Coringa é conhecido como um dos piores inimigos do Batman. O palhaço príncipe do crime já foi responsável por diversos momentos horripilantes na história de Gotham e alguns deles chegam a causar arrepios até nas pessoas com estômago mais forte.

Veja a seguir os 5 momentos mais doentios da história do Coringa [VIDEO].

O Retorno do Coringa - Batman do Futuro

No primeiro filme da série animada Batman do Futuro, o Coringa retorna depois de anos após a sua morte. Para entender como o palhaço poderia ter feito isso, Terry McGinnis, o atual Batman, procura por Bárbara Gordon que atua como a comissária da polícia de Gotham.

A antiga Batgirl conta então a história de quando o Coringa morreu.

Ela conta como o palhaço sequestrou Tim Drake, Robin naquela época, e o fez passar por diversas torturas para concretizar uma lavagem cerebral. O garoto sofreu tanto que chegou a revelar segredos, como a identidade do Batman para o criminoso. O pior de tudo é que o Coringa faz o Batman assistir a tudo enquanto revela o que descobriu.

A situação escala até o ponto em que Tim fica armado frente a frente com o Batman sendo imobilizado pelo palhaço. O Coringa ordena que o jovem Robin atire em seu mentor, mas quem acaba sendo atingido é o próprio criminoso, que morre.

Apesar de ter sido derrotado, o Coringa conseguiu quebrar tanto a mente de Tim Drake quanto a do Batman.

The Joker

The Joker é uma das histórias escritas por Brian Azzarello sobre o palhaço do crime. Em um certo momento dessa história, após fugir do Asilo Arkham, o Coringa vai visitar um dos criminosos que costumava trabalhar com ele, Monty.

O mafioso se tornou um grande líder do crime em Gotham e cresceu no mundo da corrupção. Porém, Monty cometeu o crime de transformar Harley Quin em uma striper para trabalhar em sua boate.

E como o Coringa respondeu a isso? Ele esfolou o ex capataz inteiro, vivo, e o fez andar pelo palco da própria boate na frente dos outros chefões do crime de Gotham. Monty morreu no palco e o recado para o mundo do crime foi dado.

Terra de Ninguém

No arco Terra de Ninguém, Gotham sofre com a chegada de um terremoto e fica devastada, entregue ao crime. O governo dos Estados Unidos risca a cidade do mapa e nega qualquer ajuda, explodindo suas pontes e separando Gotham do restante do país.

Para piorar a situação, o Coringa sequestra todos os bebês da cidade e os leva para um hospital, para causar caos na cidade. Sarah Essen, policial e esposa de Jim Gordon na época, segue o palhaço para conseguir salvar os bebês. Quando ela entra em um dos leitos do hospital consegue cercar o Coringa, que está na sala com todos os bebês no chão, vivos.

Sarah está pronta para atirar contra o palhaço, até que ele joga um dos bebês para que ela o segure. A policial salva o bebê da queda, mas acaba ficando indefesa e é morta pelo Coringa com um tiro na cabeça. O palhaço deixa o hospital com o corpo de Sarah para trás, sangrando enquanto os bebês engatinham sobre ela.

A morte de Jason Todd

Quando Jason Todd se tornou o segundo Robin a rejeição que o personagem sofreu foi enorme. A fim de mudar isso, a editora preparou uma votação em que o público decidiria se Jason morreria ou não. Por fim, os votos decidiram pela morte do rapaz, que aconteceu nas mãos do Coringa.

O palhaço cria uma armadilha para o Robin, usando sua mãe como isca. Ao chegar no armazém em que sua mãe está presa, Jason acaba sendo capturado pelo criminoso. O Coringa segue seu plano espancando o rapaz com um pé de cabra em uma das cenas mais fortes dos Quadrinhos. Por fim, o palhaço deixa o garoto e sua mãe presos no local com uma bomba prestes a explodir.

Batman até tenta resgatar o Robin, [VIDEO] mas acaba chegando tarde demais e o garoto morre. Esse momento marcou o Homem Morcego para sempre e ficou conhecido como um dos piores feitos do Coringa nos quadrinhos.

A Morte da Família

Em um de seus atos mais doentios, o Coringa, com a ajuda do Mestre dos Bonecos, arranca seu próprio rosto e foge de Arkham, deixando a face para trás. Após um ano do ocorrido, o palhaço volta para a cidade, invade Arkham e rouba o próprio rosto, só para usá-lo como máscara.

O que segue a volta do criminoso é um ataque minuciosamente planejado contra toda a Batfamília, e que o Coringa consegue capturar um por um atingindo seus pontos fracos e mexendo com seus traumas. No fim das contas, Batman consegue vencer, mas não sem que todos os membros de sua família fiquem marcados para sempre pelo ataque do palhaço.