5 crimes que jamais foram esclarecidos no Brasil

Video Avalie este título

Família Pesseghini, caso Ana Lídia e outros que ficaram sem resolução ao longo do tempo.

1

Os Pesseghini

Uma família inteira foi dizimada em 2013. A polícia concluiu que Marcelinho, de apenas 13 anos, matou a família e depois se matou. Entretanto, há uma outra linha paralela, que acredita a família. É que a mãe de Marcelinho ia delatar um esquema de corrupção na polícia.

2

Carlinhos

Em 1973, o menino foi levado por um bandido, depois que a luz de sua casa foi cortada. A família assistia TV quando o menino foi sequestrado. Carlinhos tinha apenas 10 anos. O crime seguiu sem solução, mas um perito particular revelou que o João Costa, o pai, cometeu o crime para salvar os negócios da falência. A polícia, entretanto não conseguiu provas para incrimina-lo.

3

PC Farias, tesoureiro de Collor

PC Farias era uma espécie de arquivo ambulante e muita gente acredita que ele foi morto por queima de arquivo. Entretanto, em 1996 ele foi encontrado com um tiro no peito, ao lado de sua namorada, Suzana Marcolino. A teoria de investigação concluiu que foi um homicídio seguido de suicídio, mas um perito particular revelou que foi um duplo homicídio.

4

Ana Lídia em Brasília

Um dos crimes mais horrendos de Brasília. A jovem foi deixada em sua escola, Madre Carmem Salles e acabou sendo levada por um jovem loiro. Pela falta de resistência, acredita-se que fosse seu irmão, pelas características. O corpo foi encontrado ao lado de duas camisinhas há alguns quilômetros da escola. Chegou-se a cogitar o envolvimento de filhos de políticos e o crime nunca foi solucionado.

5

O jovem Marco Aurélio

Marco Aurélio era um escoteiro que para ajudar um colega que havia se machucado na mata, trilhou um caminho de volta com marcações. O problema é que, em determinado momento, as marcas sumiram assim como Marco Aurélio. Juan, o líder dos escoteiros ainda chegou a levar a culpa pelo sumiço. Há ainda quem acredite que o jovem ainda esteja vivo.

Clique para ler mais e assistir ao vídeo
Ou então