11 empregos incomuns que pagam bem

Existem muitos empregos que sequer imagina-se que existam, e o melhor: eles remuneram muito bem o trabalhador.

Empregos incomuns podem ser descritos como aqueles pouco percebidos no dia a dia das pessoas. Advogados, jornalistas, médicos, lojistas, farmacêuticos... enfim, uma gama de profissões bastante comuns no cotidiano de todos. No entanto, há profissionais que pouco são conhecidos, com empregos que podem, inclusive, ser taxados como "excêntricos". Afinal, quando o emprego tende a ser incomum, o olhar de incerteza do outro se torna muito comum.

Aqui, listamos alguns dos empregos mais incomuns observados. Empregos incomuns, no entanto, que remuneram muito bem seus trabalhadores. Está infeliz no seu atual trabalho? Bom, o mercado de trabalho está se renovando, então por que não investir numa carreira incomum? Veja algumas delas.

1

O Abraçador Profissional

Está se sentindo um pouco triste e para baixo? Por que, então, não contratar um abraçador profissional? Pois é, parece um pouco diferente, mas é real. Há empresas que oferecem esse serviço. O abraço profissional, entretanto, não é barato, e a pessoa que deseja o abraço precisa desembolsar de US$ 60 a 80 (cerca de R$ 250) por hora.

2

Mergulhador de bolas de golfe

Os mergulhadores de bola de golfe têm uma função: buscar bolas que caíram dentro dos lagos. Ao invés de comprar novas bolinhas todas as vezes que uma cair na água, um profissional é pago para caçá-las nos lagos. O salário varia de acordo com quantas bolas um profissional pega ao longo do dia. Ao pegar uma bola, cerca de 11 centavos de dólar vão para o bolso do mergulhador. Entretanto, um profissional experiente consegue pegar cerca de 1000 bolas por hora, e o valor aumenta significativamente.

3

Degustador de rações de animais

Parece nojento (e realmente é). Porém, é uma necessidade, a fim de garantir uma alimentação saudável, nutritiva e deliciosa aos pequenos animais de estimação. O salário varia de acordo com a empresa, mas pode alternar entre R$ 5 mil até R$ 12 mil reais.

4

Testador de camas

Parece o sonho de muitas pessoas poder dormir no trabalho. No entanto, o trabalho é árduo, minucioso para avaliar e exige que a pessoa se adapte a diversas situações para que a pessoa consiga dormir. O salário pode chegar até US$ 10 por mês.

5

Cheirador de papel toalha

O campo de trabalho é realmente muito disputado. Conseguir um emprego como cirurgião neurológico é mais fácil do que este. Isso porque há mais de mil candidaturas por semana ao cargo, que pode pagar até US$ 1 mil por semana.

6

Guardador de filas

Ideal, sobretudo, para o Brasil, onde cada canto uma fila nova espera o comprador. Este trabalho pode ser complicado, pois é uma jornada de trabalho árdua, mas que pode paga muito bem, de US$ 30 a US$ 75 por hora.

7

Testador de toboágua

Para garantir a segurança dos visitantes do Parque Aquático, a administração paga um profissional para testar os brinquedos. É um trabalho que exige coragem, mas o pagamento ajudar, chegando aos US$ 35 mil por ano.

8

Extrator de veneno de cobra

Um profissional extremamente importante para a área farmacêutica, sobretudo na produção de anti-venenos. O extrator de venenos de cobra é muito bem remunerado, podendo receber na casa dos US$ 4 mil dólares por mês.

9

Modelo de partes do corpo

Nem todos têm a sorte de nascer com o padrão de beleza exigido para ser um(a) mega modelo. Mas, por vezes, uma parte do corpo bonita, como mãos, pés e orelhas podem atrair os publicitários. Um modelo de mãos, por exemplo, pode receber até US$ 100 dólares por hora trabalhada.

10

Caçador de minhocas

Os caçadores de minhoca servem para pegar as minhocas que todos os pescadores já desejam para sua manhã de pescaria. É um trabalho difícil, e exige muita atenção. O salário pode variar entre US$ 17 mil e US$ 44 mil por ano.

11

Cheirador de suvaco

Um cheirador de suvaco é o testador de desodorantes, a fim de garantir um bom aroma no corpo humano. Para quem quer cheirar até 60 suvacos por hora, o salário pode chegar a US$ 50 mil por ano.

Clique para ler mais e assistir ao vídeo
Ou então