5 fatos sobre o uso da pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte é um método que pode ser usado para evitar gravidez após a relação sexual não segura. Existem muitas informações a respeito.

1

Possui efeitos colaterais

Essa questão é uma dúvida recorrente entre as mulheres que fazem o uso deste medicamento. Sim, as PDS possuem efeitos colaterais, elas podem alterar o ciclo menstrual, deixar as mamas sensíveis, vômitos (após o uso) e cefaleia.

2

Método de emergência

O método é algo benéfico às mulheres, porém o uso demasiado pode ser prejudicial à saúde. Além disso, a eficácia pode falhar em 15% das situações.

3

Período do uso

A pílula serve como uma contracepção de emergência, o correto é utilizá-la uma vez por ano. O uso demasiado traz efeitos psicológicos como: irritabilidade, preocupação em excesso, cabelos oleosos e espinhas.

4

Gravidez ectópica

É a gestação anormal que ocorre fora do útero, e pode de fato acontecer com o uso da pílula do dia seguinte. Isto ocorre, pois a pílula ameniza as movimentações naturais das trompas, ocasionando a mudança do óvulo, fazendo com ele se desenvolva fora do útero. Com a formação do feto em um local que não seja o correto, pode haver uma hemorragia.

5

Gravidez mesmo após o uso da pílula

Existem rumores que a pílula do dia seguinte pode afetar o desenvolvimento do feto. Porém, felizmente não existe nenhuma comprovação científica que comprove essa informação.

Clique para ler mais e assistir ao vídeo
Ou então