5 filmes que fazem refletir sobre a condição humana

Dor e angústia se materializam no cinema. Sangue e arte como produtos de um mesmo conjunto.

O cinema [VIDEO] sempre garante material de boa qualidade a fim de fazer todos repensarem suas próprias vidas, sua condição enquanto humanos. Sendo o diálogo cinematográfico acessível a qualquer público, não se fazem raro os momentos em que muitos filosofam a respeito do entorno, a respeito da violência que cerca a sociedade, a respeito da impotência da maioria frente aos desafios expostos.

A reflexão acerca de um assunto nem sempre produz efeito na prática, contudo, a reflexão, ao menos, é o primeiro passo a se dar. Com base nisso, os filmes [VIDEO] a seguir garantirão uma boa amostra das possiblidades do sofrimento humano diante do mundo impessoal que a todos abrange.

1

Harakiri (versão de 2011)

O cinema japonês sempre produziu obras muito mais ligadas às questões internas do ser humano do que o ocidente. Harakiri apresenta um cenário onde apenas a morte permeia cada enquadramento.

2

Para sempre Lilya

Um filme que se passa na Europa Oriental, lugar onde estupradores, comerciantes do tráfico humano e toda sorte de marginais disputam espaço. Para uma garota sonhadora, a maldade dos demais machuca para além da imaginação.

3

Amores Perros

Poderoso em sua construção narrativa. Em tal obra toda uma série de acontecimentos formam um conjunto inescapável, transformando amor em ódio e esperança em angústia.

4

Dente Canino

Um filme grego e, como não poderia deixar de ser, altamente estranho. Em Dente Canino as possiblidades do condicionamento humano são levadas à exaustão. Uma desconstrução da própria vida.

5

Paulina (versão de 2015)

O cinema argentino produz, neste caso, uma obra que alarga as fronteiras da moralidade, capaz de lançar um estranho questionamento, a saber, se a moralidade pessoal elevada ao máximo não se configura imoralidade. Em tempos de falar de aborto, esse filme complica a questão.

Clique para ler mais e assistir ao vídeo
Ou então