5 problemas que o uso excessivo de eletrônicos pode causar às crianças

É preciso limitar o uso da tecnologia na infância para evitar problemas de desenvolvimento
É preciso limitar o uso da tecnologia na infância para evitar problemas de desenvolvimento

Em palestras realizadas em Porto Alegre, psicólogas alertam pais sobre as consequências da exposição excessiva dos filhos ao mundo digital.

Aline Namba e Débora Fava são duas psicólogas que estiveram envolvidas em palestras desenvolvidas em escolas de Porto Alegre, alertando os pais sobre a necessidade de limitar o acesso das crianças aos aparelhos eletrônicos.

Segundo elas, tablets e celulares acabaram se transformando em "babás eletrônicas" que mantêm os filhos ocupados, enquanto os pais estão envolvidos com afazeres ou querem descansar depois de um dia cheio no trabalho.

Entretanto, alertaram para a questão dos problemas que podem surgir devido a essa exposição em excesso. Veja alguns deles.

1

Atrasos no desenvolvimento

Um estudo realizado na Faculdade de Educação (FE) da Unicamp, em Campinas (SP) concluiu que crianças que passam muitas horas em frente a eletrônicos não brincam no "mundo real", logo, não aprendem a desenvolver a criatividade, o que acaba afetando o seu desenvolvimento cognitivo, além de afetar também o lado social do infante.

2

Problemas de atenção e concentração

Muitas horas em frente à televisão, computador, vídeo game, tablets, entre outros eletrônicos pode causar problemas de atenção, insônia e até mesmo influenciar na alimentação dos infantes, uma vez que tudo é feito de forma automática em frente às telas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo