10 coisas que faziam sucesso entre os adolescentes dos anos 90

A vida nos anos 90 era muito menos digital que nos tempos atuais e até revista em papel fazia muito sucesso.

Quem é dos anos 90 irá se lembrar da maioria destes itens a seguir, que são muitos raros nos dias de hoje.

1

Papel de balas e bombons no caderno

E como era recompensador encher a agenda com os papéis de balas e bombons que você comia.

2

Ki-Suco sabores

O suco que vinha em saquinhos era a sensação dos adolescentes da época. Com excesso de açúcar e corantes, seria considerado algo a se evitar nos dias de hoje, mas na época era o sonho da meninada.

3

Chocolate Surpresa

O chocolate era muito gostoso, mas o que fazia sucesso mesmo eram os cards prateados que vinham dentro do chocolate. No caso da imagem, por exemplo, cards com exemplares de alguns dinossauros.

4

Família Dinossauro

'Não é a mamãe' era o bordão do Baby personagem bebê da família. Era o maior sucesso na TV.

5

Melissinha

Um calçado duro feito todo de plástico, mas, assim como o Kichute para os meninos, as meninas sonhavam em ter a sua.

6

Recortes de revista

Outra coisa que dificilmente voltaria são os textos feitos com recortes de revista. Muito popular entre as meninas dos anos 90.

7

Batom 24 horas

Este batom prometia ficar na boca por 24 horas e funcionava mesmo. Era outra febre dos anos 90.

8

Pintar o cabelo com papel crepom

Os recursos no século XXI são muito melhores que nos anos 90. Para as meninas pintarem o cabelo de azul ou rosa, só mesmo usando papel crepom. Fazia grande sucesso.

9

Revista Capricho

Toda menina adorava abrir o plástico de uma Revista Capricho. As edições traziam dicas de como 'melhorar o beijo', 'seduzir o amado', entre outras situações que hoje o Google resolve em alguns segundos.

10

Enquetes no caderno

Nada de celular na sala de aula. A comunicação era toda feita por bilhetinhos. Até as enquetes de 'fulano é bonito?' ou 'você ficaria com cicrano?' circulavam sem que o professor visse.

Clique para ler mais e assistir ao vídeo
Ou então