Uma foto de um garoto de 12 anos ladeado por duas onças-pintadas e mais uma cadela da raça blue heeler [VIDEO] viralizou na web e redes sociais, há algumas semanas. Tranquilamente uma das onças é afagada pelo menino, enquanto o outro animal selvagem encosta a pata no ombro esquerdo do jovenzinho.

Embora muitos internautas possam ter estranhado a cena ao longo dos últimos dias, tudo ali é parte rotineira da vida de Tiago Jácomo Silveira, o “garoto das onças”, desde quando ele ainda era um bebezinho.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Animais

Foi Leandro Silveira, 49 anos de idade, biólogo e pai de Tiago que a princípio, publicou a fotografia, mas logo depois a imagem tratou de ser compartilhada nas páginas do Instagram e do Facebook.

Foto de menino com onças-pintadas viraliza

No dia 23 do mês passado, um internauta no Facebook fez o compartilhamento da foto do menino com as onças-pintadas, provocando mais de dois mil outros compartilhamentos e 22 mil reações na rede social. Várias pessoas disseram tratar-se de uma montagem, mas outros fizeram questão de expressar elogios pela bravura do menino.

Tiago, por sua vez, ficou surpreso com tanta promoção acerca de sua foto com os Animais, mas ele disse à reportagem que a convivência dele com tais animais é algo bastante comum, sendo que alguns dos seus amigos sonham em poder conhecer as onças.

Família de biólogos

Não é só pai de Tiago que é biólogo, mas também a sua mãe, Anah Tereza Jácomo, de 49 anos, acabou escolhendo a mesma profissão. Tanto é assim, que o casal coordena o IOP (Instituto Onça-Pintada) [VIDEO], o qual objetiva a preservação e o estudo desses que são considerados o maior felino existente nas Américas.

Leandro fez questão de reforçar que o filho nasceu e cresce convivendo com as onças-pintadas, e que com as instruções constantes recebidas de como lidar com os animais, atualmente, o garoto sabe muito bem como se comportar em relação aos bichos, isto é, o que deve, e o que não deve fazer.

Um fato curioso nessa relação da família com os felinos é que o pai de Tiago conta que quando o menino nasceu, ele e a esposa cuidavam de três onças-pintadas que tinham acabado de nascer. Eles saiam de caminhonete para tratar de assuntos concernentes ao IOP, levando o bebê no colo da esposa e as oncinhas juntas para não se machucarem. Muitas vezes durante o percurso eles paravam para dar mamadeira tanto para o menino quanto para os filhotes de onça.

Anah sinalizou que tanto ela quanto o marido nunca deixam o menino sozinho com as onças, mas que durante esses 12 anos de convivência não ocorreu sequer um problema ou acidente entre as espécies.

Entenda o que é o IOP

No IOP, que é classificado como uma ONG, vivem outros animais harmoniosamente, [VIDEO]os quais foram encaminhados pelo (Ibama) Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), como, por exemplo, veados, lobos-guará e macacos.

O IOP fica localizado na área rural do município de Mineiros, região interiorana do estado de Goiás. A propriedade tem 50 hectares e é de propriedade do casal de cientistas, que não autoriza a visitação pública a fim de não incomodar aos animais que ali vivem.