No final de dezembro de 2014 o Governo do Paraná promoveu a instituição da Lei Estadual nº 18.370/2014. O texto legal prevê o desconto de 11% referente à contribuição previdenciária aos inativos (pensionistas, aposentados e etc.) que percebam valores acima do teto do Regime Geral da Previdência (R$ 4.662,92).

Os demais aposentados, pensionistas e militares da reserva ou reformados que percebam valores iguais ou inferiores ao teto estão isentos da contribuição compulsória.

Também ficam isentos da contribuição de 11% aqueles aposentados, pensionistas e militares da reserva ou reformados que sofram de moléstia grave (angioplastia maligna - tumor, câncer; cegueira, Parkinson, doença profissional, dentre outros), mesmo que adquirida após a concessão do benefício previdenciário.

A norma foi editada com base no texto do art. 40, §18 da Constituição federal que diz:

"Art. 40. Aos servidores titulares de cargos efetivos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, incluídas suas autarquias e fundações, é assegurado regime de previdência de caráter contributivo e solidário, mediante contribuição do respectivo ente público, dos servidores ativos e inativos e dos pensionistas, observados critérios que preservem o equilíbrio financeiro e atuarial e o disposto neste artigo.

§ 18. Incidirá contribuição sobre os proventos de aposentadorias e pensões concedidas pelo regime de que trata este artigo que superem o limite máximo estabelecido para os benefícios do regime geral de previdência social de que trata o art. 201, com percentual igual ao estabelecido para os servidores titulares de cargos efetivos.[1]"

Entenda como funciona o cálculo para incidência da contribuição

A contribuição no percentual de 11% incidirá, como dito, sobre os proventos dos demais aposentados, pensionistas e militares da reserva ou reformados quem percebam valores superiores a R$ 4.662,92.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Governo

Os 11% serão calculados sobre o valor EXCEDENTE ao teto do RGPS, ou seja, qualquer valor que ultrapassar R$ 4.662,92, sofrerá a incidência da taxa de contribuição.

Exemplo:

Se um pensionista recebe R$5.000,00, contribuirá com R$37,08, já que o que ultrapassa o teto do RGPS fica no montante de R$337,08.

Em miúdos:

VALOR DO BENEFÍCIO

VALOR IMUNE DE CONTRIBUIÇÃO

SALDO BASE PARA CÁLCULO DA CONTRIBUIÇÃO

ALÍQUOTA

VALOR DA CONTRIBUIÇÃO

R$5.000,00

R$4.662,92

R$337,08

11%

R$37,085

A contribuição de 11% prevista pela da Lei Estadual nº 18.370/2014, que ainda pende de decreto regulamentador, passará a ser descontada a partir do vencimento dos benefícios de abril desse ano (2015).






Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo