A situação de quem mora na Região Sul do país não está nada fácil. A chuva que atingiu várias capitais da região durante a semana continua a afetar a população. Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul são os estados mais prejudicados e juntos já somam mais de 31 mil pessoas afetadas em mais de 110 municípios, segundo as defesas civis dos três estados. A previsão é que a chuva continue e o Instituto Nacional de Meteorologia já declarou sinal de alerta devido aos riscos de alagamentos, deslizamentos e até mesmo incidências de descargas elétricas causados pela chuva.

Paraná

O Paraná é o estado mais prejudicado, quase 25 mil pessoas, em 44 municípios já foram afetadas por conta da chuva, cerca de 250 delas estão desalojadas ou até mesmo desabrigadas.

Publicidade
Publicidade

Até o momento, uma morte foi confirmada, mas o número de pessoas feridas já passam de 70. Mais de 3 mil casas foram danificadas e 11 foram totalmente destruídas.

Segundo o Simepar - Sistema Meteorológico do Paraná, a formação de um tornado, em Francisco Beltrão, na última segunda-feira (13), fez com que as rajadas de vento chegassem a 120km/h. O orgão fez questão de ressaltar que tornados desta magnitude não ocorrem com frequência no clima de nosso país.

Publicidade

Segundo o meteorologista Lizando Jacóbsen: “A previsão é de que até sexta-feira (17) tenhamos chuva contínua no Sul do Paraná, divisa com Santa Catarina, o que influencia o Rio Iguaçu e também os rios Negro e Timbó”, disse.

Santa Catarina

Já em Santa Catarina, as chuvas afetaram quase 3 mil pessoas, em 45 municípios do estado, 64 delas estão desalojadas ou sem abrigo, foram confirmadas 2 mortes e 8 pessoas ficaram feridas. O número de estruturas danificadas ou completamente destruídas já passa de mil.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Natureza

Os dados são da Defesa Civil do estado.

Nesta quarta-feira (15), existe forte risco de inundações no rio Uruguai e o nível do rio em Itapiranga atingiu o pico de 11,48 metros, porém está baixando aos poucos. Nos municípios onde foram registrados os maiores números de chuvas acumuladas nas últimas horas o cuidado é redobrado já que a Defesa Civil alerta para riscos de inundações e alagamentos. São eles: Maravilha, Chapecó, Xaxim.

Rio Grande do Sul

No estado o número de pessoas afetadas já passa de 3 mil, em 36 municípios, cerca de 25% dessas pessoas estão em abrigos improvisados.

As chuvas permanecem em alguns pontos do estado, como nas regiões Nordeste, Serra e Litoral Norte. A prefeitura do município de Esteio declarou estado de emergência e a situação permanece crítica. Os municípios de Rolante e Riozinho estão na mesma situação.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo