Pense naquele dia em que você chega em casa despreocupado, troca de roupa, toma um banho para relaxar depois, do trabalho ou do estudo, vai até a cozinha. Chegando lá, você se prepara para fazer uma bela refeição, mas leva um baita susto porque se depara com um macaco sobre a mesa. Bizarro não? Foi isso o que aconteceu com uma família de Curitiba, no Estado do Paraná, na última segunda-feira (5). Parece cena de comédia, mas é, estranhamente a vida real. Leia mais.

'Macaquice'

Uma família, ao retornar do trabalho, decidiu se reunir para tomar uma bela refeição, quando se deparou com um macaco sobre a mesa, o qual estava bem agitado e parecia desnorteado.

Só que Curitiba é uma cidade grande, bem longe de ser interiorana, e a espécie do macaco, Alouatta guariba, tambem conhecido como bugio-ruivo (ou marrom), não é comum nessa localidade. Além disso, esse tipo de macaco é agressivo.

A Polícia ambiental foi chamada ao local para resgatar o animal. Entretanto, os agentes estranharam o fato e disseram que é bem provável que o animal tenha conseguido fugir da mão de criminosos contrabandistas de animais e parou naquela residência.

Depois do fato, o macaco foi encaminhado ao Zoológico de Curitiba e passa por exames para constatação da sua integridade física e de saúde.

Contrabando de animais

O comércio ilegal de animais silvestres é a terceira atividade clandestina que mais movimenta 'dinheiro sujo', perdendo tão somente para o tráfico de drogas e armas.

Em vista de sua diversidade, o país é grande alvo desses criminosos.

Acredita-se que a cada ano 38 milhões de animais selvagens sejam retirados ilegalmente de seu habitat no Brasil, consoante relatório exarado pela Polícia Federal.

Desse modo, jamais compre animais silvestres, isso movimenta o tráfico, põe você e o animal em risco, além de ser crime.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Quer um animal de estimação? Adote um cão ou gato, são milhares de animais domésticos aguardando a chance de ter uma família.

Apenas uma população consciente é capaz de coibir esse crime tão cruel, que pode dar cadeia, multas e muitos outros prejuízos, ainda que a intenção de quem compre seja até considerada 'boa'. Não se arrisque. Combata esse tipo de comércio ilegal de animais e ajude a fazer um mundo melhor para as futuras gerações.

E lembre-se, se ninguém comprar, ninguém vai vender ou muito menos caçar.

Gostou do artigo? Comente e compartilhe com seus amigos. Sua opinião é importante.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo