Em sua 18.ª edição, a Parada da Diversidade LGBTI de Curitiba será realizada no próximo domingo (5). A concentração será a partir do meio dia na Praça da Mulher Nua (Praça 19 de Dezembro) no bairro Centro Cívico.

A caminhada começa às 13h30, os carros de som juntamente com a multidão, sairão para a Avenida Cândido de Abreu pela Rua Inácio Lustosa, seguindo até a Praça Nossa Senhora de Salete, em frente ao Palácio Iguaçú prédio da Prefeitura de Curitiba, onde serão realizados shows e apresentações culturais até as 20h.

O que eu tenho a ver com isso?

O tema deste ano será: “O que eu tenho a ver com isso?” que visa instigar a sociedade com relação ao calendário de promoção e defesa dos direitos humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersex.

Outros temas como machismo, racismo, intolerância religiosa, xenofobia e prevenção de HIV/Aids também serão abordados no evento.

Segundo a APADD - Associação Paranaense da Parada da Diversidade - que organiza o evento, a Parada da Diversidade LGBTI de Curitiba não recebe financiamento público e buscou parceria com empresas privadas, doadores e voluntários para a realização do evento. A organização implementou ações de promoção e defesa dos direitos humanos nas áreas psicossocial, cultural, de comunicação e segurança pública para o enfrentamento à LGBTIfobia e organizou ainda oficinas para estudantes de comunicação, turismo, cultura e voluntariado. Em 2016 o evento foi patrocinado principalmente pela empresa de tecnologia Uber.

História do evento

Curitiba foi palco da primeira Parada da Diversidade que aconteceu no dia 31 de janeiro de 1995, data que coincide com a fundação da ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros) que reuniu 40 grupos de diversas partes do país, porém hoje em dia, somente seis deles permanecem em atividade.

Vários outros grupos surgiram ao longo desses 22 anos e hoje são mais de 200 entidades que lutam pelos direitos da comunidade LGBTI em todo o território nacional.

Diversos protestos contra a homofobia ocorreram no país entre o final dos anos 80 e o início da década de 90 mas o primeiro evento reconhecido oficialmente com formato de uma parada gay foi o da capital paranaense.

Até o ano de 2002 o evento era organizado pelo extinto Grupo Impar, passando para o Grupo Dignidade até 2004 e posteriormente, em 2005 passou para a APPAD que organiza o evento até hoje.

Não perca a nossa página no Facebook!