Quem não quer melhorar de vida, de salário, de emprego?Mesmo quem está empregado, não espera aquele famoso “pé no traseiro” paraprocurar uma nova oportunidade. Uma nova pesquisa publicada dáconta que 73% dos trabalhadores dizem que estão à procura de um emprego melhorenquanto estão em seu atual trabalho.

No entanto, os entrevistados não estão apenas à procura deum novo emprego, enquanto empregados. Os entrevistados dizem ser confortável procuraremprego on-line, através de troca de e-mails, enquanto eles estão em seus atuaisempregos.

Embora a maioria dos entrevistados diz que procuram outrotrabalho no seu atual emprego, 26% dos entrevistados dizem que se sentemdesconfortáveis fazendo isso.

Os pesquisadores descobriram uma queda por idade quando setrata de conforto na procura de um novo emprego. Trabalhadores entre as idadesde 18 e 34 anos tinham maior probabilidade de realizar tarefas relacionadas àprocura de emprego em seu trabalho atual.

No geral, 48% dos trabalhadores nessa faixa etária dizem quese sentem confortáveis ​​procurando outro emprego no seu atual local de trabalho.Pouco mais de um quarto dos trabalhadores entre as idades de 35 e 44 anos dizemque buscam um novo emprego em seu escritório.

Dos trabalhadores de 55 anos ou mais, 21% dizem que procurariamum novo emprego, enquanto no seu atual escritório. A pesquisa baseou-se nasrespostas de 427 trabalhadores.

"A grama não é sempre mais verde do outro lado, porisso os profissionais devem primeiro considerar como eles podem melhorar a suasituação atual antes de procurar um novo emprego", disse Max Messmer,presidente da Accountemps e autor do Kit de Recursos Humanos For Dummies (JohnWiley & Sons Inc.

2012). "Quando é hora de seguir em frente, buscar umnovo trabalho usando recursos da empresa não é apenas antiético. O empregado correo alto risco de ser pego no ato".

Não perca a nossa página no Facebook!