A manhã desta segunda-feira (23) deu prosseguimento aoprotesto de caminhoneiros, que vem atingindo todo o país contra o aumento doscombustíveis, mais especificamente, do óleo diesel, além dos impostos do setore de más condições das estradas do país. Eles mantêm o bloqueio parcial em três trechosda BR-381, a Fernão Dias. Hoje também houve protestos no Rio Grande do Sul.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia RodoviáriaFederal (PRF), o trânsito foi parcialmente obstruído em Igarapé, na região metropolitana da capital, Belo Horizonte; além das cidades de Oliveira ePerdões, centro-oeste mineiro, nos dois sentidos da rodovia.

Nem precisa dizerque, nesses pontos, o trânsito segue lentamente para quem vai pela faixa daesquerda.

A interdição parcial na BR-381 começou às 5 horas desse domingo ese estendeu ao longo do dia. A PRF informou que negocia com os caminhoneiros aliberação da rodovia, mas, por enquanto, não há previsão para o fim doprotesto.

Conforme a concessionária da Fernão Dias, por volta das7h30, a situação estava pior em Igarapé, no trecho que vai do Km 496 ao Km 522.Em direção a São Paulo, a extensa fila de caminhões e carretas estacionados passavados 17 quilômetros.

A paralisação já atingia nove quilômetros no sentido Belo Horizonte.Em Oliveira, do Km 616 ao Km 622, o congestionamento chegava a cincoquilômetros em direção à capital mineira, com mais um quilômetro no lado sul. EmPerdões, a fila de veículos alcançava três quilômetros nos dois sentidos. A PRFdisse também que a manifestação começa a afetar o acesso à BR-262, na altura deBetim, região metropolitana de Belo Horizonte.

Protesto

Os caminhoneiros protestam contra o aumento do valor do óleodiesel e exigem o aumento do preço do frete. Eles querem também a revisão daLei 12.619, que diz, entre outras coisas, que o motorista precisa descansar por um período de 11horas num prazo de 24 horas, parando por uma hora para refeição. A medida foi aprovadano Congresso e aguarda sanção da presidente Dilma. Os caminhoneiros querem oito horas de descanso.

No início dos protestos, os caminhoneiros que tentaram furara paralisação tiveram seus caminhões alvejados por pedras. Carros de passeio,ônibus e caminhões com cargas vivas puderam transitar normalmente.

Pelo jeito, o protesto não parece ter data para acabar. Nofim da manhã, a fila no sentido São Paulo já ia até o Bairro Citrolândia, emBetim. O preço do diesel para abastecer caminhões subiu de R$ 2,65 para R$ 2,90.O valor do pedágio também aumentou, e deacordo com caminhoneiros, só o frete que não subiu.

As reclamações também dãoconta de vários outros aumentos que decorrem da alta do preço do óleo.

Para os motoristas que seguem sentido SP, a PRF sugere odesvio pela BR-262 até Juatuba, na região metropolitana. Depois, devem seguirpara a MG-050.

A segunda-feira também começou com paralisação decaminhoneiros em Mato Grosso e no Rio Grande do Sul. Também houve protestos em SantaCatarina, Paraná e Mato Grosso do Sul.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo